Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

17 Julho de 2019 | 20h39 - Actualizado em 17 Julho de 2019 | 20h39

Rixa entre grupos de supostos marginais termina em morte na Caála

Caála - Um jovem de 23 anos de idade morreu, na noite desta terça-feira, numa das ruas do bairro Cemitério, arredores da cidade da Caála (Huambo), após uma rixa entre grupos marginais, motivada supostamente por questões passionais, soube hoje, quarta-feira, a ANGOP.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O assassinato, segundo um dos amigos da vítima, deu-se quando o jovem tentava evitar uma briga entre dois grupos de supostos marginais, da qual envolvia um dos seus conhecidos, acusado de namorar com a mulher de um dos indiciados no crime de ofensas corporais voluntárias graves que resultam em morte.

Raimundo Benjamim explicou que ao tentar evitar a rixa, o seu amigo, de 23 anos de idade, foi surpreendido com o lançamento de paus aguçados (moca), em toda parte da cabeça, causando-lhe ferimentos graves, dos quais não resistiu e acabou por morrer horas depois no hospital municipal local.

Entretanto, uma fonte do da Polícia Nacional no município da Caála confirmou à ANGOP a detenção de quadro suspeitos pelo assassinato do jovem, estando, nesta altura, em curso outras diligências para a busca e captura de outros implicados, visando o esclarecimento do crime de ofensas corporais voluntárias que resulta em morte.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 17/07/2019 11:27:51

    Explosão de morteiro mata três crianças no Ucuma

    Huambo - Três crianças, com idades entre os 11 aos 14 anos, morreram e uma outra ficou gravemente ferida, na sequência da explosão de um morteiro de RPG-7, ocorrida esta semana, na vila do Ucuma, a 87 quilómetros a Oeste da cidade do Huambo.

  • 16/07/2019 21:35:30

    Inspector da Saúde alerta para fragilidade da fronteira com a RDC

    Huambo - O inspector-geral do Ministério da Saúde, Miguel dos Santos de Oliveira, referiu esta terça-feira, no Huambo, que a extensa fronteira terrestre entre a República de Angola e a Democrática do Congo (RDC), na parte Norte e Leste do país, constitui a primeira zona de entrada de medicamentos falsos e contrafeitos, que são um atentado à saúde pública.

  • 16/07/2019 17:39:04

    Administrações municipais entregam bens em apoio às vítimas da seca

    Huambo - Dezoito toneladas e 198 quilogramas de bens diversos arrecadadas, entre 12 de Junho a 15 deste mês, foram entregues hoje, terça-feira, ao Governo da província do Huambo para fazer chegar às famílias afectadas pela seca na região sul de Angola, numa iniciativa das administrações municipais.