Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Agosto de 2019 | 10h42 - Actualizado em 14 Agosto de 2019 | 10h42

Administração da Caála entrega lote de terras para fomento habitacional

Caála - A administração do município da Caála, província do Huambo, fez a entrega, no princípio deste mês, de um total de 22.5 hectares de terras da reserva fundiária da Lenha, arredores da sede municipal, ao Ministério do Interior (MININT) para o fomento habitacional e expansão da rede urbana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi prestada hoje, quarta-feira, à ANGOP, pelo director de Infra-estrutura, Ordenamento do Território e Habitação nesta municipalidade, Milton Azevedo, salientado que o objectivo enquadra-se no plano de acção para a busca da harmonia urbanística e alargamento da urbe.

No local, segundo o responsável, prevê-se a construção de um condomínio habitacional, com 200 moradias, além de equipamentos sociais, como escola, zonas verdes, área comercial, quadras desportivas e outros serviços, incluindo igrejas, visando a melhoria do bem-estar do efectivo.

Sem avançar a data do arranque das obras e do valor global do projecto, Milton Azevedo disse que o mesmo inclui a construção de sistemas de abastecimento de água potável e postes de transformação de energia eléctrica.

Lembrou que o município da Caála, 23 quilómetros da cidade do Huambo, ganhou o primeiro condomínio, em 2011, construído pela administração local, com 20 residências, num investimento de 89 milhões de kwanzas.

Neste capítulo, Milton Azevedo destacou também os bairros Condume, Lenha e Mussili, surgidos em 2012, como sendo os pioneiros do projecto urbanístico, com a construção, de forma individual e ordenada, de um total de duas mil e 663 casas.

Realçou que nestas zonas estão previstas a construção de infra-estruturas sociais, como escolas, centros de saúde, postos policiais, igrejas, órgãos de justiça, espaços de lazer e outras indispensáveis à busca da harmonização urbanística, cujos espaços para a construção de residências estão a ser cedidos aos jovens.

Com uma população de 331.224 habitantes, o município da Caála, segundo reza a história, começou a ser habitado em 1900, pois quando iniciou a revolta do Bailundo, em 1902, contra opressão colonial, esta região já era habitada.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 13/08/2019 12:02:54

    Emancipação da mulher não deve afectar seu papel na família

    Huambo - O director do Instituto Bíblico Baptista do Lubango (Huíla), Anastácio Nunes, reafirmou esta terça-feira, na cidade do Huambo, a importância da luta da mulher no processo de emancipação e igualdade de direitos, mas coexistindo com o seu papel enquanto donas de casa.

  • 13/08/2019 11:06:58

    Gestão sustentável das florestas responde aos desafios actuais

    Huambo - A gestão racional e sustentável das florestas pode responder aos desafios actuais da diversificação e dinamização do desenvolvimento sócio-económico do país, de acordo com o coordenador do projecto ?Promoção do carvão vegetal sustentável em Angola através de uma abordagem de cadeia de valor?, David Arisa.

  • 12/08/2019 17:26:14

    Casos de violência doméstica reduzem na Caála

    Caála - O número de casos de violência doméstica registados pelas autoridades do município da Caála, província do Huambo, reduziu para 99, entre Janeiro a Julho deste ano, quando em igual período de 2018 os dados rondavam os 157 casos.