Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

13 Agosto de 2019 | 11h06 - Actualizado em 13 Agosto de 2019 | 11h06

Gestão sustentável das florestas responde aos desafios actuais

Huambo - A gestão racional e sustentável das florestas pode responder aos desafios actuais da diversificação e dinamização do desenvolvimento sócio-económico do país, de acordo com o coordenador do projecto ?Promoção do carvão vegetal sustentável em Angola através de uma abordagem de cadeia de valor?, David Arisa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O também docente da Universidade de Córdoba (Espanha) defendeu este posicionamento em entrevista à ANGOP, acrescentando que uma gestão sustentável e racional das florestas garante um melhor aproveitamento dos recursos dai derivados e, sobretudo, realça toda a cadeia de valores que pode contribuir, de forma significativa, na redução da dependência excessiva do país às receitas petrolíferas, tidas como principal fonte de financiamento.

Em sua opinião, Angola, diferentemente de outros países, possui grandes potencialidades florestais que podem permitir a criação de outras fontes de financiamento para Orçamento Geral do Estado e, acima de tudo, serem transformadas em fontes económicos de sustentabilidade das comunidades rurais.

Através das boas políticas de gestão sustentável das reservas florestais que o país dispõe, continuou, pode-se adoptar as melhores práticas de uso racional dos recursos naturais em benefício das comunidades e orienta-las às necessidades do desenvolvimento do país.

David Arisa fez saber que a Universidade de Córdoba e a Faculdade de Ciências Agrárias, da Universidade José Eduardo dos Santos, desenvolvem uma parceria no âmbito do projecto de “Promoção do carvão  vegetal sustentável em Angola através de uma abordagem de cadeia de valor”.

Neste contexto estão a ser implementadas acções voltadas à promoção de formação e capacitação de técnicos do Ministério do Ambiente e do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) em matéria de gestão florestal sustentável, produção e consumo de biomassa.

Nesta vertente, informou que foram formados, de Outubro de 2016 a presente data, 112 técnicos, acrescentando que estão prevista, para Setembro próximo, a formação de outros 40.

O projecto Carvão Vegetal Sustentável, cuja primeira fase encerra no próximo mês de Outubro, está a ser executado pelo Ministério do Ambiente em parceira com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), tendo como objectivo reduzir o modo insustentável e intensivo em emissões de gases de efeito estufa na produção de carvão.

Como parte das actividades, inclui-se a formação de membros das comunidades na produção mais eficiente de carvão, identificação de espécies de árvores que combinam um bom crescimento e poder calorífico para serem utilizadas na produção de carvão vegetal com outros produtos madeireiros e não-madeireiros (como frutas, mel, etc.) e estabelecer viveiros para sua multiplicação e plantio.    

O mesmo conta, para além destas duas instituições de ensino superior com o envolvimento das ONGs  Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP-Angola) e de Cooperação e Desenvolvimento para os Países Emergentes (Cospe).

Financiado pelo Fundo Global do Ambiente, com um orçamento de quatro milhões e 620 mil dólares, o projecto Carvão Vegetal Sustentável prevê igualmente a segunda e última fase que será executado entre 2020 a 2022, perfazendo um total de seis anos de duração. 

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 12/08/2019 17:26:14

    Casos de violência doméstica reduzem na Caála

    Caála - O número de casos de violência doméstica registados pelas autoridades do município da Caála, província do Huambo, reduziu para 99, entre Janeiro a Julho deste ano, quando em igual período de 2018 os dados rondavam os 157 casos.

  • 12/08/2019 15:51:22

    Responsável incentiva cultura de denúncia dos crimes de corrupção

    Huambo - O consultor do ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, Sebastião Rocha, incentivou hoje, segunda-feira, no Huambo, a população a denunciar, de forma permanente, os indícios de crimes de corrupção e outros conexos, visando o reforço das estratégias de combate destas práticas na sociedade angolana.

  • 12/08/2019 15:00:53

    Jovem violada sexualmente por quatro indivíduos

    Huambo - Uma jovem de 18 anos de idade foi violada sexualmente neste domingo, em plena via pública, no bairro São João, arredores da cidade do Huambo, por quatro indivíduos, dois dos quais foragidos, soube hoje, segunda-feira, a ANGOP.