Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

18 Agosto de 2019 | 14h04 - Actualizado em 19 Agosto de 2019 | 11h35

Polícia esclarece morte de cidadão na 21 de Janeiro

Luanda - A Polícia Nacional negou hoje, domingo, o seu envolvimento na morte de um cidadão, sábado, na Avenida 21 de Janeiro, em Luanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cerimónia comemorativa do 21º aniversário da institucionalização do ramo no dia da Polícia Nacional (foto ilustração)

Foto: Fotos cedidas por-joão Gomes

 
Segundo o director do gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da delegação de Luanda do Ministério do Interior (Minint), intendente Mateus de Lemos Rodrigues, o disparo que vitimou mortalmente o cidadão na Avenida 21 de Janeiro partiu de um dos grupos envolvido em rixa.

O incidente ocorreu sábado a noite, na sequência de uma briga entre dois grupos rivais, quando João Paulo Mutala, de 56 anos, foi baleado na região do tórax, e morreu no local.

O intendente Mateus Rodrigues disse que a Polícia, chamada para manter a ordem perto das 22 horas, não efectuou quaisquer disparos e já encontrou o cadáver estendido na via pública.     “ Os agentes obedeceram aos padrões exigidos pela corporação”, sublinhou.

Informou que os grupos apercebendo-se da presença das forças policiais, meteram-se em fuga, sem que fosse possível a identificação de nenhum  dos indivíduos.

Sem nenhum detido, a Polícia garantiu que a investigação prossegue para a identificação dos integrantes dos grupos e, consequentemente, do autor do disparo.

Em consequência do sucedido, durante algumas horas, a Avenida 21 de Janeiro, entre as paragens de táxi da Padaria e da Cabina, nos dois sentidos, ficou bloqueada com pneus em chamas, contentores e outros objectos, colocados por moradores da zona, em protesto contra a morte.

Os manifestantes danificaram também um número não determinado de viaturas. As autoridades policiais apelam aos cidadãos que tiveram os carros danificadas a formalizarem as queixas.

 Este é o terceiro incidente do género na Avenida 21 de Janeiro, na zona do Rocha Pinto, no distrito urbano da  Maianga, município de Luanda, com um saldo de dois mortos e vários feridos.

Em dois casos a Polícia recorreu à intervenção de forças especiais da corporação e do uso de meios de efeito moral.

Leia também
  • 18/08/2019 04:59:58

    Reposta ordem na Avenida 21 de Janeiro

    Luanda - O Comando Provincial de Luanda garantiu hoje, domingo, que foi reposta a ordem e a circulação rodoviária na Avenida 21 de Janeiro, após a mesma ter sido bloqueada com pneus em chama, contentores e outros objectos por moradores da zona, em protesto contra a morte, por disparo de arma de fogo, de um cidadão de sexo masculino, ainda não identificado.

  • 17/08/2019 10:02:05

    Administração encerra girafas de água em Bom Jesus

    Icolo Bengo - Cinco girafas de água (pontos de abastecimento a camiões cisternas) foram encerradas no princípio deste mês, na comuna de Bom Jesus, pela administração municipal de Icolo e Bengo, devido ao exercício ilegal da actividade de comercialização da água.

  • 16/08/2019 23:47:29

    Zaire: Polícia apresenta grupo de assaltantes de viaturas

    Mbanza Kongo - Um grupo de supostos marginais que se dedicava a assaltos a mão armada de viaturas no troço rodoviário entre a cidade de Mbanza Kongo e a comuna fronteiriça do Luvo, província do Zaire, foi apresentado nesta sexta-feira aos órgãos de comunicação social, pela Polícia Nacional.