Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

17 Agosto de 2019 | 05h01 - Actualizado em 16 Agosto de 2019 | 18h11

Resenha Social: Inauguração do centro de hemodiálise marca semana

Luanda - A inauguração da Unidade de Cuidados Intensivos e Hemodiálise, no Hospital Pediátrico David Bernardino, em Luanda, marcou a semana social que hoje, sábado, termina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Pretende-se com o centro, inaugurado pela ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, criar autonomia no tratamento de casos de insuficiência renal em crianças.

Ainda na vertente da saúde, mereceu a atenção o desmentido das autoridades angolanas sobre a existência de caso de morte de cidadãos angolanos, supostamente contaminados por um vírus de alta letalidade.

Em entrevista à Televisão Pública de Angola, a governante disse que tomou conhecimento, pelas redes sociais, de uma informação que dava conta da suposta contaminação de uma cidadã angolana radicada na Alemanha, mas que, até agora, o país não recebeu a confirmação de qualquer entidade de supervisão internacional.

A semana foi marcada com a orientação da ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Alves, aos administradores municipais na província de Malanje para a serem mais dinâmicos e criativos na execução do projecto de combate à pobreza.

Faustina Alves recomendou aos administradores municipais a incluírem as famílias vulneráveis em actividades geradoras de renda, para garantir o seu auto-sustento e, assim, reduzir o índice de pobreza na região.

No decorrer da semana, foi também destaque a deslocação de uma delegação multisectorial chefiada pela ministra do Ambiente, Paula Francisco, à Genebra, Suíça, para participar na 18ª Conferência das Partes sobre Comércio Internacional de Espécies da flora e da fauna ameaçadas de Extinção em Perigo de Extinção (COP18).

Angola participa neste encontro, que reúne representantes de diversos países membros da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção – CITES, numa altura em que continua a efectuar o levantamento das suas espécies em via de extinção.

Ainda no domínio ambiental destacou-se a criação de uma plataforma como ponto focal entre a sociedade civil desta região e as autoridades nacionais, regionais a nível da SADC e a União Africana sobre as alterações climáticas, pelos participantes ao Fórum de Diálogo de Organizações da Sociedade Civil da SADC.

Pretende-se, com esta plataforma, que as organizações da sociedade civil se engajem, activamente, para atingir as metas do desenvolvimento sustentável do milénio, no âmbito das agendas 2030 e 2063.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 16/08/2019 17:36:10

    RNA e JMPLA demarcam-se de manifestação

    Luanda - A Rádio Nacional de Angola (RNA) e a JMPLA negaram, nesta sexta-feira, em Luanda, que estejam a prestar apoio a uma marcha anunciada nas redes sociais.

  • 15/08/2019 16:09:51

    Restos mortais de Amélia Mingas repousam no Alto das Cruzes

    Luanda - Os restos mortais da linguista Amélia Mingas foram, nesta quinta-feira, a enterrar no Cemitério Alto das Cruzes, em Luanda. A linguista faleceu na passada segunda-feira, 12, vítima de doença, numa das unidades hospitalar de Luanda.

  • 14/08/2019 14:55:59

    Correios de Angola desmente alegado concurso

    Luanda - A Empresa Nacional de Correios e Telégrafos de Angola EP desmentiu hoje, quarta-feira, em Luanda, a realização de um concurso, no qual os vencedores teriam como prémios aparelhos electrónicos de telefonia.