Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

20 Agosto de 2019 | 12h46 - Actualizado em 20 Agosto de 2019 | 12h46

Empresa de água suspende instalação de contadores

Huambo - A empresa de Águas e Saneamento da província do Huambo suspendeu, nos últimos meses, o processo de instalação de contadores, devido ao aumento, entre Março e Maio, do número de furtos desses equipamentos, aliada à vandalização dos sistemas de abastecimento do produto.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi avançada hoje, terça-feira, à ANGOP, pelo presidente do Conselho de Administração da instituição, Adolfo Elias Gomes, salientando que recentemente sete cidadãos foram detidos em flagrante pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), quando tentavam vandalizar um dos sistemas de abastecimento de água.

Explicou que os equipamentos estavam a ser instalados no âmbito das 17 mil ligações domiciliares da linha de crédito da China e outras 21 mil financiadas pelo Banco Mundial.

O responsável informou que, até ao momento, foram vandalizados e furtados três mil e 700 contadores de consumo de água, principalmente nos bairros Santa Iria, Bomba Alta, Camussamba, Bom Pastor, Calomanda, bairro da juventude, Sassonde I e II, ambos nos arredores da cidade do Huambo, assim como na zona do Académico, centro da urbe.

Adolfo Elias Gomes realçou que a instalação dos contadores visa, sobretudo, reforçar as estratégias de controlo do processo de cobrança e facturação, no sentido de se determinar, com exactidão, a quantidade consumida e o valor a pagar pelos clientes, bem como evitar dívidas por parte dos consumidores.

Para contrapor a situação, o responsável disse que a instituição ensaia, desde Maio do ano em curso, a instalação, de contadores pré-pagos, no bairro da Juventude, por detrás da centralidade do Lossambo, no sentido de permitir um maior controlo no processo de facturação, pois que os anteriores, suspensos devido a vandalização, permitiam, em parte, o acumulo de dívida.

De igual modo, segundo Adolfo Elias Gomes, decorre actualmente um processo de  mobilização social aos sobas para terem maior controlo dos equipamentos nas áreas de jurisdição, sensibilizado da população, no sentido de abster-se de actos de vandalização do património do Estado e ter a cultura de pagar por aquilo que consome.

A província do Huambo, com uma extensão territorial de 35 mil e 771 quilómetros quadrados, possui uma população estimada em dois milhões, 389 mil e 231 habitantes destruídos em 11 municípios.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 19/08/2019 14:04:50

    OAA exclui candidatos por maus resultados

    Huambo - Sete candidatos ao exercício da advocacia foram retirados, em Julho último, da base de dados do Conselho da Ordem dos Advogados de Angola (OAA), pela primeira vez, na província do Huambo, por maus resultados durante o estágio.

  • 19/08/2019 11:53:20

    Idosa de 110 anos assassinada sob a acusação de feitiçaria

    Huambo - Uma cidadã de 110 anos de idade, acusada de exercer prática de feitiçaria, foi assassinada, neste domingo, em plena via pública no sector da Chiwaia, comuna do Calima, município do Huambo, por dois dos seus vizinhos, já detidos pela Polícia Nacional, soube hoje, segunda-feira, a ANGOP.

  • 19/08/2019 11:36:16

    Projecto de habitação social condicionado por questões financeiras

    Huambo - As obras de construção de 40 casas sociais no bairro Quissala, arredores da cidade do Huambo, iniciadas em 2017, continuam paralisadas, por falta de divisas para importação de materiais de acabamento, apesar da grande procura que se verifica em relação às mesmas.