Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

23 Agosto de 2019 | 13h43 - Actualizado em 24 Agosto de 2019 | 07h33

Governo apoia vítimas da seca de Capilongo

Benguela - Dezassete toneladas de bens diversos foram entregues, hoje, às povoações do Capilongo, Kahala e Ukendi, localizadas na zona F, município de Benguela, vítimas da seca, pela vice-governadora provincial para o sector político e social, Deolinda Valiangula.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela: Comunidade vítima da seca

Foto: Rosário Miranda

Trata-se de bens alimentares, vestuário, de higiene, calçados e mantas, para acudir as 690 pessoas que residem nessas localidades, que, em função deste fenómeno natural, passam por penúria alimentar.

O soba da região, Venâncio Cationgo, agradeceu o gesto do governo, mas defendeu ser necessário recuperar as vias de acesso às localidades para facilitar a deslocação da população até a sede do município, bem como melhorar o sistema de abastecimento de água.

Neste momento, o governo está a utilizar camiões cisternas para abastecer a população dessas áreas com água potável, enquanto trabalha para resolver definitivamente este problema, visto que no caso da comunidade do Capilongo, existe água, mas é salobra.

No Ukendi, será substituído o gerador que alimenta o sistema de abastecimento de água por painéis solares, para minimizar os custos. Já na área de Kahala está a ser construído um sistema de abastecimento de água que deve terminar em breve.

Falando à imprensa, após visitar as três localidades, Deolinda Valiangula disse que o governo está a trabalhar com os sobas para sensibilizarem a população da zona, no sentido de serem reassentados numa só localidade.

Essa intenção visa diminuir os custos e resolver melhor os seus problemas, no âmbito do programa de desenvolvimento local e de combate a pobreza, que prevê a aglomeração das aldeias

“Quando as aldeias estão muitos dispersas também dispersam-se muitos recursos, quer financeiros ou humanos, e fica difícil resolver-se os problemas”, enfatizou.

A título de exemplo, explicou que algumas localidades pedem a construção de escola do I ciclo, quando só têm 25 crianças no máximo. Fica menos oneroso e é mais benéfico juntar essas comunidades e resolver problemas comuns.

A vice-governadora aproveitou o momento para informar que a localidade do Capilongo vai transformar-se em comuna.

Integraram a comitiva de Deolinda Valiangula, o administrador municipal de Benguela, Carlos Guardado, funcionários dos sectores da Energia e Águas, Policia Nacional, Educação, Acção Social, Família e Igualdade do Género e INEMA.

A população de Capilongo, Kahala e Ukendi vive maioritariamente da agricultura, pastorícia e produção de carvão.

Leia também
  • 21/08/2019 19:56:31

    Benguela regista aumento de casos de violência doméstica

    Benguela - O gabinete provincial da Acção Social, Família e Igualdade do Género em Benguela registou um aumento de 720 casos de violência doméstica no primeiro semestre deste ano, comparativamente ao mesmo período de 2018, informou esta quarta-feira, a chefe de departamento do sector, Cidalina Octávio.

  • 19/08/2019 18:25:22

    Efectivo da polícia em formação sobre videovigilância

    Benguela - Duzentos e 50 efectivos de distintos órgãos da delegação provincial do Ministério do Interior em Benguela começaram hoje, segunda-feira, a ser capacitados sobre videovigilância, para assegurarem o funcionamento, ainda este ano, do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP).

  • 16/08/2019 15:36:22

    Cidadã morre electrocutada na Baía Farta

    Benguela - Uma jovem de 30 anos de idade morreu na tarde desta quinta-feira (15) por electrocussão, no município da Baía Farta, província de Benguela, quando efectuava a limpeza da sua residência, soube hoje, sexta-feira, a Angop de fonte policial.