Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Setembro de 2019 | 21h40 - Actualizado em 17 Setembro de 2019 | 10h08

Religiosos querem estudo científico sobre tolerância

Luanda-Líderes de várias denominações religiosas defenderam, nesta segunda-feira, em Luanda, a intenção da realização de estudos científicos sobre a tolerância religiosa em Angola, com vista melhor a adequação as leis em vigor no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A intenção foi defendida durante a realização do Iº Fórum Inter-Religioso para Paz e Desenvolvimento Sustentável, realizado pelo Conselho Nacional das Igrejas Cristãs em Angola (CICA) e o Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos (INAR) do Ministério da Cultura.

Para os participantes, o diálogo inter-religioso constitui numa realidade que deve ser posta em evidência para a cultura da complacência religiosa.

Convidado a falar sobre o tema “Coexistência entre as religiões na construção de uma cultura de paz, harmonia e desenvolvimento sustentável”, o bispo Dom Afonso Nunes, referiu que os conflitos entre as religiões acontecem devido a falta de convivência entre os irmãos num clima de paz.

O responsável advoga a necessidade de mais diálogo entre as religiões de forma a entender bem as escrituras.

“Nenhuma religião ou partido político deve ser colocado acima da família, de modo a se evitar o extremismo e se promover o amor, o perdão e a convivência pacífica”, referiu.

Por outro lado, o secretário de Estado da cultura, Aguinaldo Cristóvão disse em entrevista à Angop, que 95 confissões religiosas não reconhecidas remeteram os processos ao Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos (INAR) para o reconhecimento e legalização das suas actividades cristãs.

O  Secretário de Estado da Cultura referiu que durante o Fórum Inter-Religioso para paz e desenvolvimento sustentável, revelou-se que entre as confissões religiosas existe uma convergência em matéria de objectivos, como a preservação do clima de paz, estabilidade, desenvolvimento e maior partilha de informações para a construção de uma sociedade melhor.

Quanto a questões divergentes, o governante citou que estão relacionadas com os responsáveis máximos das próprias igrejas, mas que o principio da laicidade dita que em relação as questões interna de relação e funcionamento o Estado não se interfere.

Para o presidente da Igreja Coligação Cristã em Angola (ICCA), reverendo Antunes Huambo, o encontro foi positivo, uma vez que possibilitou o diálogo inter-religioso, no sentido de se corrigir paulatinamente alguns casos que ainda importunam algumas confissões religiosas.

O Fórum Inter-religioso para a Paz e Desenvolvimento Sustentável, que se realiza no âmbito da Bienal de Luanda, que decorre de 18 a 22 deste mês, juntou líderes de diferentes confissões religiosas, organizações da sociedade civil, investigadores e académicos.      

Sob o lema “Construir e preservar a paz: um movimento de vários actores” a Bienal engaja o Estado Angolano, a UNESCO e a União Africana, numa parceria que responde à Decisão n.º 558/18 de 2015, dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana que, alinhado com a estratégia operacional da UNESCO, designada como “Prioridade África”, visa a implementação de um plano de acção a favor de uma cultura de paz no continente africano.

Assuntos Sociedade  

Leia também
  • 17/09/2019 03:03:28

    Malanje: Crianças do Kunda-dia-base ganham escola primária

    Malanje- Uma escola primária, de dez salas de aulas, com capacidade para 450 alunos por turno, está à disposição das crianças do município do Kundia-dia-base, após inauguração, no âmbito da celebração do Dia do Herói Nacional.

  • 16/09/2019 22:31:37

    Cuanza Norte:Samba Cajú com mais água potável

    Samba Caju - O abastecimento de água à população da vila de Samba Caju, sede do município com o mesmo nome, foi reforçado, hoje, segunda-feira, com a inauguração de um novo reservatório com capacidade de 80 metros cúbicos, construído no quadro das acções da administração local que visa melhorar o fornecimento deste liquido à população.

  • 15/09/2019 19:09:05

    Governo do Bié reitera parceria com a IEIA na vertente social

    Cuito - O Governo do Bié reiterou hoje, domingo, a aposta no reforço da parceria estratégica com a Igreja Evangélica dos Irmãos em Angola (IEIA), para a construção de mais escolas, postos de saúde, saneamento básico, bem como na moralização da sociedade, para a melhoria das condições de vida das populações.