Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

19 Setembro de 2019 | 17h52 - Actualizado em 19 Setembro de 2019 | 17h58

Sector das águas beneficia de USD mais de 26 milhões do BM

Huambo - O sector das águas na província do Huambo está a beneficiar, de forma faseada, de 26 milhões, 109 mil e 159 dólares norte-americanos (USD) do Banco Mundial (BM), para o financiamento adicional do projecto de construção de 195 quilómetros da rede de distribuição do produto.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações hoje, quinta-feira, à ANGOP, o presidente do Conselho de Administração da empresa local de Águas e Saneamento, Adolfo Elias Gomes, referiu que este financiamento destina-se, também, para a instalação de 41 mil novas ligações domiciliares, na cidade do Huambo, capital da região.

Segundo o responsável, a instituição está a empregar, desde Julho do ano passado, os primeiros nove milhões, 889 mil e 563 dólares norte-americanos, correspondentes a 40 porcento do valor global.

Informou que com este investimento foi possível instalar 21 mil ligações domiciliares nos bairros do Benfica, Calilongue I e II, Caquerewa, Chiva e Lufefena, ambos nos arredores da cidade do Huambo, com um percurso de 95 quilómetros de rede de distribuição de água à população.

Adolfo Elias Gomes disse que a 2ª fase do financiamento do Banco Mundial, avaliado em USD 16 milhões, destinar-se-á a instalação de outras 21 mil ligações domiciliares no casco urbano desta cidade, com uma extensão de 200 quilómetros de rede de distribuição do produto, para melhorar o bem-estar das famílias.

Com este reforço, salientou, a empresa pretende atingir um total de 90 mil ligações domiciliares projectado na cidade do Huambo, para um período de dois anos, de modo fazer face aos desafios do crescimento populacional estimado, segundo o Censo de 2014, em um milhão e 100 mil habitantes.

O responsável informou que a urbe possui, aproximadamente, 220 mil moradias com abastecimento regular de água potável e cujos proprietários têm efectuado o pagamento pelo consumo, de forma disciplinada, que permite arrecadar para os cofres do Estado mensalmente, em média, 400 milhões de kwanzas.

Avançou que, no quadro do novo sistema de gestão e facturação, a empresa está a ensaiar, desde Maio último, o pagamento de água potável em método pré-pago, com vista a permitir maior controlo do consumo do produto e o aumento das receitas.

O presidente do Conselho de Administração da empresa de Águas e Saneamento disse que a implementação do sistema pré-pago visa dar resposta aos desafios da instituição, sobretudo, quanto à melhoria da qualidade do produto fornecido, pois que com os novos contadores a instituição terá a obrigação de prestar um serviço 24 horas ao dia.

Disse que a estratégia passa pelo reforço do controlo das cobranças e facturação, por ser um serviço que  permite ao cliente pagar simplesmente aquilo que consume, tal como acontece com o sistema de energia eléctrica, evitando, deste modo as estimativas na hora da cobrança em que se não perde a empresa, perde o consumidor.

Numa primeira fase, a empresa instalou 403 contadores no bairro da Juventude, surgido em 2011, enquanto a segunda vai abranger 2099 imóveis da centralidade do Lossambo, para gradualmente estender-se à cidade e arredores do Huambo, em substituição dos tradicionais contadores água (hidrometro).

Informou que o novo sistema obrigara a empresa a redobrar os seus serviços, para evitar interrupções no fornecimento, numa altura em que a cobertura está estimada em 60 porcento.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 19/09/2019 17:41:19

    Governo chinês doa USD 28 milhões para construção do CINFOTEC

    Huambo - O Governo chinês vai doar, ao Estado Angolano, a quantia de 28 milhões de dólares norte-americanos (USD) para a construção e apetrechamento do Centro Integrado de Formação Tecnológica (CINFOTEC) da província do Huambo, cujas obras arrancam em Janeiro de 2020.

  • 18/09/2019 13:24:25

    Decana destaca contributo da universidade para desenvolvimento

    Huambo - A decana da Faculdade de Economia da Universidade José Eduardo dos Santos (UJES) no Huambo, Sílvia do Amaral, referiu, esta quarta-feira, a importância do papel da academia no auxílio ao poder Executivo na identificação dos problemas sociais, através da transformação do conhecimento em projectos de desenvolvimento.

  • 18/09/2019 12:23:37

    Vice-governador do Huambo advoga promoção do bem-estar

    Caála - O vice-governador da província do Huambo para sector Político, Social e Económico, José Cornélio, defendeu hoje (quarta-feira) a conjugação de esforços entre os diversos grupos sociais para promoção do desenvolvimento económico-social e garantia do bem-estar da população.