Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

09 Outubro de 2019 | 15h13 - Actualizado em 09 Outubro de 2019 | 15h32

Directora defende envolvimento de mulheres em cargos de decisão

Luanda - A directora nacional dos Direitos da Mulher, Igualdade e Equidade do Género, Júlia Quitócua, defendeu a criação de políticas que permitam a mulher opinar e participar de forma mais activa na tomada de decisões no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Directora nacional dos direitos da mulher, igualdade e equidade do género, Júlia Quitócua,

Foto: Gaspar dos Santos

Falando no workshop sobre a Política Nacional de Igualdade e Equidade do Género, que o Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (Masfamu) realiza esta quarta-feira, o responsável disse que a camada feminina é a maioria no país, pelo que seria justo reduzir a desigualdade existente entre os gêneros na tomada de decisões.

"Em Angola, 76 porcento de homens participam no processo de tomada de decisões, contra 24 porcento de mulheres, daí a necessidade de se apostar na mulher para que alcance cada vez mais cargos de chefia", salientou.

Júlia Quitócua disse que a Politica Nacional de Igualdade e Equidade do Género é um instrumento legal publicado em Diário da República de 24 de Dezembro de 2013 e, passados seis anos, precisa de uma avaliação do grau de execução para a identificação de novas estratégias e actuação.

Segundo ela, o encontro serve para medir junto dos pontos focais como a política está a gerar os efeitos para os quais foi criada e, caso necessário, se corrijam os aspectos que não caminharam bem.

Salientou que para este desiderato é preciso trabalhar com a família, para que os pais percebam que tanto os meninos como as meninas precisam ter as mesmas oportunidades de ir à escola para no futuro conseguir escolher o que fazer e ambos concorrerem em pé de igualdade.

Assuntos Mulheres   Sociedade  

Leia também
  • 09/10/2019 17:17:55

    ERCA recomenta rigor no uso das redes sociais

    Saurimo - O presidente da Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA), Adelino de Almeida, destacou, nesta quarta-feira, em Saurimo (Lunda Sul), a necessidade do uso das redes sociais de forma rigorosa e responsável.

  • 09/10/2019 16:22:58

    Detido caçador furtivo no Cuanza Norte

    Ndalatando - Um cidadão de 45 anos de idade foi detido, nesta quarta-feira, pela Polícia Nacional no Cuanza Norte, por caça furtiva na comuna de Samba-Lucala (município de Samba Cajú).

  • 09/10/2019 15:50:01

    Ex-militares recebem kits de comércio no Chitembo

    Cuito - Cinquenta e dois ex-militares no município do Chitembo (província do Bié) receberam esta quarta-feira kits diversos, compostos de bens alimentares e "inputs" agrícolas, em prol da sua integração socioeconómica e prática comercial.