Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

13 Janeiro de 2020 | 16h39 - Actualizado em 13 Janeiro de 2020 | 16h39

Restos mortais do Juiz Jubilado do Bié foram a enterrar no Cuito

Cuito - Os restos mortais do juiz presidente jubilado do Tribunal Provincial do Bié, Francisco da Franca e Almeida, de 80 anos de idade, foram a enterrar na manhã de hoje (segunda-feira) no cemitério municipal do Cuito.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Governador do Bié, Pereira Alfredo, rende homenagem ao juiz jubilado Francisco de Almeida e Silva

Foto: Leonaldo Castro

Francisco da Franca e Almeida foi vítima de paragem cardíaca na última sexta-feira (10), tendo o óbito sido declarado no Hospital Provincial do Bié, para onde fora levado para receber assistência médica.

Numa nota de condolências do Conselho Superior da Magistratura Judicial, lida pelo juiz desembargador Artur Ngunza destaca-se o trabalho desempenhado por si de 1979 a 2010, data da sua jubilação, declarada a 23 de Junho daquele ano.

O acto (declaração de jubilação) reforçou o carinho, respeito e admiração de todos face à entrega total do malogrado na classe de magistrados no país.

O governador do Bié, Pereira Alfredo, refere que Francisco da Franca e Almeida serviu de corpo e alma a justiça da população desta província por cerca de 40 anos.

No local, foram lidas também mensagens do colectivo de trabalhadores do Tribunal Provincial do Bié, Procuradoria Geral da República (PGR), Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e Associação dos Naturais e Amigos do Bié (ANA/Bié).

Francisco da Franca e Almeida nasceu aos 27 de Fevereiro de 1939 na província do Uige.

De 1962 a 1965 trabalhou como tesoureiro no sector das Finanças de Malange. Em 1966 ingressou na polícia judiciária, até 1969. Em 1970 foi nomeado escrivão de Direito do Tribunal de pequenos delitos, que funcionava junto da polícia judiciária, em Luanda

Em 1979 transferido para o Tribunal da Comarca do Bié, onde exerceu as funções de juiz presidente do Tribunal Provincial e Delegado da Justiça, onde viveu até o seu falecimento. 

Em 2013, por deliberação do Conselho Superior da Magistratura Judicial, foi jubilado, aos 70 anos de idade.

Ainda em 1991 foi eleito Presidente do Conselho Provincial Eleitoral.

Assuntos Luto   Província » Bié  

Leia também
  • 08/01/2020 14:06:46

    Chuva desaloja 312 pessoas no Bié

    Cuito - Trezentas e 12 pessoas estão desabrigadas nos municípios do Cuito, Catabola e Andulo (Bié), em consequência da chuva, acompanhada com fortes ventos, que assola a província, desde o dia 01 Janeiro.

  • 30/12/2019 17:57:09

    Mortes por afogamento reduzem no Bié

    Cuito- Trinta e uma pessoas morreram afogadas em rios, cacimbas, lagoas e represas em 2019 na província do Bié, menos cinco casos em relação ao igual período anterior.

  • 25/12/2019 15:51:35

    Bié: Religioso reitera apelo aos actos solidários

    Cuito- A necessidade de se continuar solidários com as pessoas mais carenciadas constitui na primeira grande promoção humana, que visa munir a alma de conteúdo espiritual, reiterou hoje (quarta-feira) no Cuito (Bié) o padre da Igreja Católica, Fernando Gomes Tchimo.