Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

21 Janeiro de 2020 | 14h58 - Actualizado em 21 Janeiro de 2020 | 16h11

Caála e Caconda trocam experiências no domínio da gestão escolar

Caála - Vinte e quatro directores e técnicos das direcções da Educação nos municípios da Caála (Huambo) e da Caconda (Huíla) participam desde hoje, terça-feira, na primeira municipalidade, num encontro de troca de experiência no domínio da gestão e organização escolar, no quadro dos preparativos do ano lectivo 2020.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Município da Caála na província do Huambo

Foto: Pedro Parente

Com término previsto para quarta-feira, o evento está a servir para a promoção educacional e a profissionalização dos técnicos em matérias de gestão escolar, bem como o melhoramento do actual sistema de ensino/aprendizagem nos dois municípios limítrofes.

O evento, visa, entre outros, melhorar os instrumentos pedagógicos e a metodologia laboral dos técnicos, tendo em vista a qualidade do processo de ensino/aprendizagem que se pretende, com o fomento das boas práticas docente/educativo.

Entretanto, soube a ANGOP que no ano lectivo 2020, as autoridades do município da Caála, com dois mil e 52 professores, prevê matricular 125 mil alunos do ensino primário ao II ciclo do ensino secundário, com um total de 244 escolas.

Já no município da Caconda, as autoridades estimam matricular 58 mil alunos, que deverão ser ensinados por 985 professores, distribuídos em 91 escolas do ensino primário ao secundário.

Ao intervir no acto de abertura, a administradora em exercício do município da Caála, Umbelina Maria, realçou a necessidade de incorporação das novas tecnologias na dinamização das metodologias do processo de ensino/aprendizagem e, por conseguinte, aumentar os resultados académicos nas instituições escolares.

A responsável disse ser fundamental trabalhar na inovação do actual sistema docente/educativo, num esforço conjunto com os encarregados da educação e os principais actores do ramo, no sentido de torná-lo mais abrangente e desenvolvido.

Conhecido como cidade satélite da província do Huambo, o município da Caála, com três mil e 680 metros quadros de extensão territorial, possui 331 mil e 224 habitantes, distribuídos em quatro comunas (Calenga, Catata, Cuima e Sede), que, na sua maioria, fazem da agricultura principal fonte de sustento.

Já o da Caconda, com uma superfície territorial de quatro mil e 125 quilómetros quadrados, possui 187 mil 720  habitantes, que também fazem das potencialidades agrícolas como a principal fonte de renda.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 21/01/2020 11:38:27

    Novo sistema de captação de água entra em funcionamento este ano

    Huambo - O novo sistema de captação e distribuição de água potável, com uma capacidade para bombear 46 mil metros cúbicos por dia, entra em funcionamento este ano, num esforço das autoridades que visa melhorar a qualidade de vida dos mais de 800 mil habitantes da cidade do Huambo, capital da província com o mesmo nome.

  • 20/01/2020 16:30:05

    Detida cidadã acusada de assassinar vizinho na comuna da Chipipa

    Huambo - Um cidadã solteira de 39 anos de idade foi detida esta semana, na comuna da Chipipa, município do Huambo, depois de acusada do crime de assassinato, em plena via pública, de um dos seus vizinhos, identificado por Manuel Graciano, com o qual se desentendeu.

  • 20/01/2020 16:24:18

    Novo comandante do SPCB aposta em acções preventivas

    Huambo - A dinamização do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB), através do aprimoramento das acções de prevenção, como forma de cultivar o sentimento de segurança nas comunidades, constitui, entre outras, a principal aposta do novo comandante deste órgão na província do Huambo, comissário bombeiro José Pinto.