Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

24 Janeiro de 2020 | 17h37 - Actualizado em 24 Janeiro de 2020 | 17h37

Defendida intensificação das acções de combate aos crimes violentos

Huambo - Membros da sociedade civil na província do Huambo defenderam hoje, sexta-feira, a intensificação das acções da Polícia Nacional no combate aos crimes violentos, com realce às redes de fornecimento de armas de fogo aos cidadãos civis.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto consta no leque de preocupações apresentadas durante um encontro com director do Serviço de Investigação Criminal (SIC) nesta região, subcomissário de investigação Armando Viera, em representação do delegado local do Ministério do Interior e comandante da Polícia Nacional, comissário Francisco Monteiro Ribas da Silva.

Idos de várias organizações da sociedade civil, incluindo de partidos políticos com assento na Assembleia Nacional, além de sobas, consideraram que o acesso fácil a armas de fogo, por cidadãos civis, e o descontrolo das autoridades competentes constituem um perigo para as comunidades, na medida em que aumenta o índice de crimes violentos e de homicídios.

Referiram-se ainda ao facto de grande parte dos crimes concorridos com armas de fogo resultarem em mortes ou ferimentos graves, que acabam por tornar inválidos vários cidadãos, dai a necessidade de uma atenção especial dos órgãos defesa, segurança e ordem interna.

A representante OMA, organização feminina do MPLA, partido no poder em Angola, Dolina Nassocópia Miguel Tchinhama, disse ser fundamental a intensificação das acções de policiamento de proximidade para acabar com a criminalidade, além da prática da prostituição em lugares públicos, tal como se verifica, nos últimos dias, evitando, deste modo, a proliferação das doenças sexualmente transmissíveis.

Já o representante da UNITA, maior partido da oposição no país, Alberto Ngumbe, referiu que a Polícia Nacional deve redobrar as acções tendentes ao combate a proliferação de armas de fogo em posse dos meliantes, que estão a contribuir no aumento de crimes violentos.

Deste modo, o político sugeriu durante o encontro, testemunhado pela administradora adjunta do município do Huambo, Guilhermina Bacia, uma maior aposta na formação técnico-profissional dos jovens, para o fomento do auto-emprego, por ser a franja mais propensa ao crime.

Por sua vez, o pastor Artur Malapáia, em nome da Igreja Evangélica Renascente Unida na Fé Perfeita, chamou a atenção dos cidadãos que adquirem os bens roubados pelo facto de tal prática incentivar a reincidência.

Em resposta, o subcomissário de investigação Armando Vieira desencorajou a sociedade no sentido de evitar a compra de bens roubados e sem documentos para não alimentar actos criminosos e, por outro lado, a denunciar possíveis actos de desordem dentro e fora das comunidades.

Entre as medidas, referiu-se a retirada de armas de fogo aos protectores de empresas de segurança privada, como sendo uma das vias do combate aos crimes violentos que resultam em mortes de cidadãos, uma postura que será assumido pela Polícia Nacional, ao longo deste ano.

Estiveram no encontro perto de 150 pessoas das organizações da sociedade civil, entre representantes de partidos políticos, autoridades tradicional, líderes religiosos e outros interessados em auxiliar as autoridades no combate à criminalidade.

  

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 24/01/2020 16:51:39

    Cidadão detido por violação sexual de duas menores

    Huambo - Um cidadão de 49 anos de idade foi detido esta semana, no bairro Casseque III, 10 quilómetros da cidade do Huambo, depois ter sido acusado do crime de violação sexual de duas menores, com idades entre os 10 e 12 anos, respectivamente.

  • 24/01/2020 10:18:28

    Ministro da Comunicação Social segue para o Cuanza Sul

    Huambo - O ministro da Comunicação Social, Nuno Caldas Albino, deixou na manhã de hoje (sexta-feira) a província do Huambo, com destino ao Cuanza Sul, depois de uma jornada de trabalho de dois dias.

  • 24/01/2020 10:00:04

    Diplomata belga avalia no Huambo cooperação no domínio do ensino

    Huambo - O embaixador Extraordinário e Plenipotenciário do Reino da Bélgica em Angola, Jozep Smets, em visita de trabalho à província do Huambo, fez uma avaliação da possibilidade do seu país cooperar com as autoridades locais no domínio do ensino, principalmente com a Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) da Universidade José Eduardo dos Santos.