Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

24 Janeiro de 2020 | 10h18 - Actualizado em 24 Janeiro de 2020 | 10h37

Ministro da Comunicação Social segue para o Cuanza Sul

Huambo - O ministro da Comunicação Social, Nuno Caldas Albino, deixou na manhã de hoje (sexta-feira) a província do Huambo, com destino ao Cuanza Sul, depois de uma jornada de trabalho de dois dias.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro da Comunicação Social, Nuno Albino Caldas

Foto: Aurelio Janeiro

Na vizinha província do Cuanza Sul, para onde se deslocou por via terrestre, o governante angolano vai inteirar-se, entre outros, do funcionamento dos órgãos de comunicação social públicos e privados, dentre os quais a Rádio Wako-Cungo, no município da Cela.

Em dois dias de trabalho na província do Huambo, Nuno Caldas Albino manteve encontros, em separado, com a governadora local, Joana Lina, e representantes dos partidos políticos com assento na Assembleia Nacional, com os quais abordou assuntos de interesse comum.

Auscultou também as preocupações, sugestões e aspirações dos profissionais e associações da comunicação social, tendo reafirmado que a valorização e dignificação dos quadros do sector, a melhoria das condições de trabalho, o aumento dos níveis formação e de superação merecerão uma especial atenção no biénio 2020-2022.

O ministro constatou as condições de trabalho dos órgãos de comunicação social públicos e privados, assim como visitou as obras do Centro Regional de Formação de Jornalistas e o espaço do Projecto Gráfica, situado na zona industrial da Chiva, arredores da cidade do Huambo.

Localizada no planalto central de Angola, a província do Huambo, com uma extensão de 35.771 quilómetros quadrados, conta com  delegações da ANGOP, das Edições Novembro, da Televisão Pública de Angola (TPA) e da Rádio Nacional de Angola (RNA) (órgãos públicos), bem como da Rádio Ecclésia e Rádio Mais (privados).

Tem dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, distribuídos por 11 municípios e cuja maioria tem a agricultura como principal fonte de sustento.

No quadro da sua visita de trabalho ao interior do país, o ministro, acompanhado pelos presidentes dos conselhos de administração da ANGOP, Josué Salusuva Isaías, TPA, Francisco Mendes RNA, Marcos Lopes, e Edições Novembro, Víctor Silva, esteve também nas províncias do Cuando Cubango e Bié, com o mesmo propósito.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 24/01/2020 10:00:04

    Diplomata belga avalia no Huambo cooperação no domínio do ensino

    Huambo - O embaixador Extraordinário e Plenipotenciário do Reino da Bélgica em Angola, Jozep Smets, em visita de trabalho à província do Huambo, fez uma avaliação da possibilidade do seu país cooperar com as autoridades locais no domínio do ensino, principalmente com a Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) da Universidade José Eduardo dos Santos.

  • 23/01/2020 18:25:59

    Ministro reitera aposta na dignificação dos jornalistas

    Huambo - O ministro da Comunicação Social, Nuno Caldas Albino, reafirmou hoje, quinta-feira, no Huambo, que a valorização e a dignificação dos quadros do sector, melhoria das condições de trabalho, aumento dos níveis formação e de superação, vão merecer uma especial atenção, durante o biénio 2020-2022.

  • 22/01/2020 21:24:53

    Políticos realçam desempenho dos órgãos de Comunicação Social

    Huambo - Os representantes dos partidos políticos com assento na Assembleia Nacional realçaram esta quarta-feira, no Huambo, a postura dos órgãos de Comunicação Social públicos e privados, que, na sua opinião, têm melhorado significativamente o seu desempenho, permitindo a consolidação do Estado democrático de direito.