Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

21 Janeiro de 2020 | 15h06 - Actualizado em 21 Janeiro de 2020 | 15h46

Tribunal marca sentença do "Caso Juliana Kafrique"

Luanda- O tribunal provincial de Luanda marcou para sexta-feira, 24 de Janeiro, a leitura da sentença do agente da Polícia Nacional Gonçalo Sakala Ganga, acusado de matar a vendedora informal Juliana Kafrique, em Abril de 2019, no bairro Rocha Pinto.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Sala de audiência do tribunal (Arquivo).

Foto: Leonardo Castro

O agente de terceira classe, de 36 anos de idade, colocado no comando da Maianga, disparou mortalmente contra Juliana Kafrique, de 28 anos de idade, no local onde ela exercia actividade comercial.

Segunda-feira, na última sessão do julgamento, iniciado há oito dias, o tribunal ouviu os declarantes e as alegações finais, onde o Ministério público pediu a condenação do réu.

O advogado da vítima, Cipriano Casu, pediu que a culpa e a responsabilidade civil fossem partilhadas com o Estado angolano, tendo proposto uma indenização no valor de 200 milhões de kwanzas.

A morte de Juliana Kafrique, que deixou três filhos menores, ocorreu na Avenida 21 de Janeiro, bairro Rocha Pinto.

Na sequência dessa ocorrência, registou-se um tumulto na via pública, com agressões aos agentes e transeuntes, bem como a vandalização de várias viaturas da administração local.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 15/01/2020 18:23:15

    JMPLA lança campanha de recolha de bens

    Luanda - Uma campanha de recolha de donativos para as vítimas das calamidades naturais, no sul do país, foi lançada hoje, em Luanda, pelo secretariado Nacional da JMPLA.

  • 14/01/2020 18:57:53

    Hoteleiros querem articulação dos inspectores

    Luanda- Agentes Hoteleiros e de Similares sediados no município de Talatona, em Luanda pedem maior articulação entre os inspectores comerciais, durante as visitas feitas aos estabelecimentos da circunscrição.

  • 14/01/2020 18:47:31

    Adminstração de Talatona quer associação de hoteleiros

    Luanda- A Direcção Municipal da Cultura e Turismo do Talatona, em Luanda quer a criação de uma associação que faça a ligação institucional entre agentes hoteleiros e autoridades municipais , com vista acabar com a burocracia administrativa e melhorar a representação colectiva entre os dois sectores .