Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Fevereiro de 2020 | 13h05 - Actualizado em 13 Fevereiro de 2020 | 09h23

Angola virada para uma imprensa mais livre e responsável - Ministro

Icolo e Bengo - A consolidação de uma imprensa cada vez mais livre no seu dever de informar, mais eficaz no interesse público e mais responsável no exercício jornalístico foi apontada como desafio pelo ministro da Comunicação Social, Nuno dos Anjos Caldas Albino.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro da Comunicação Social, Nuno dos Anjos Caldas Albino.

Foto: Gaspar dos Santos

Para o governante, que falava hoje (quarta-feira) na abertura do XIV Conselho Consultivo do Ministério da Comunicação Social, o momento é favorável, e o sector acompanha as dinâmicas desta nova etapa de mudanças estruturais nos vários domínios da vida pública.

Com isso, acrescentou, será possível levar à normalização e estabilidade macroeconómica com a criação das bases para o relançamento da actividade produtiva e de crescimento económico.

O ministro disse que a Comunicação Social não só joga papel fundamental como tem um papel transcendental na educação, formação e instrução do homem novo, promovendo os laços de solidariedade e identidade de cada cidadão nacional.

Segundo ele, esses factores contribuirão para a afirmação da cidadania e a construção de um projecto comum de nação, que deve sempre unir e nunca desunir. "As razões que nos unem são sempre mais fortes daquelas que devem desunir", sublinhou.

Destacou, igualmente, o início das transmissões em directo das plenárias da Assembleia Nacional nos serviços públicos de TV e rádio, o que criará, a seu tempo, outra proximidade entre o cidadão e os seus representantes, assim como a criação da ERCA e da Comissão de Carteira e Ética, que merecerá incondicional apoio para a sua instalação.

Na visão do governante, esses pressupostos têm conduzido as transformações vividas no país e advertiu que não se deve permitir que a actividade jornalística seja vergada em acções ou actos de desinformação ou inverdades e mensagens ignóbeis nas redes sociais, em particular.

Segundo o ministro, este descaminho não só macula a imagem reputacional de Angola no exterior como inibe o investimento estrangeiro e dificulta a alavancagem do turismo, bem como induz, negativamente, os cidadãos e a sociedade.

Leia também
  • 12/02/2020 21:40:22

    Decretada tolerância de ponto em Malanje

    Malanje - Em alusão ao 88º aniversário da cidade de Malanje, que se assinala no dia 13 de Fevereiro, o governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos, decretou em despacho tornado público hoje (quarta-feira) tolerância de ponto para todo dia, a ser observada em toda circunscrição.

  • 12/02/2020 18:55:09

    Endiama anuncia contrução de hospital no leste

    Saurimo - O corredor leste (Lunda Norte, Lunda Sul e Moxico) ganha, este ano, um hospital de referência, fruto da expansão dos serviços da Clínica Sagrada Esperança.

  • 12/02/2020 17:23:14

    Estudantes querem pólos universitários na Lunda Sul

    Saurimo - A União Nacional de Estudantes Angolanos (UNE-Angola) recomendou, nesta quarta-feira, ao governo provincial da Lunda Sul a construção de pólos universitários e centros de formação técnico-profissional, nos municípios.