Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

29 Fevereiro de 2020 | 01h11 - Actualizado em 29 Fevereiro de 2020 | 07h45

Resenha Social: Provas de ingresso na Saúde marcam semana

Luanda - A realização das provas de ingresso na Saúde, em todo o país, com a participação de 77.092 candidatos selecionados, marcou a semana que hoje, sábado, termina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Com o concurso público de ingresso, pretende-se preencher as sete mil vagas disponíveis nas carreiras profissionais da Saúde e no regime geral, em todo o território nacional

Ainda neste domínio mereceu também destaque noticioso a informação da ministra Sílvia Lutucuta segundo a qual o aumento ao acesso a serviços de saúde mental nos três níveis de atendimento, com recursos humanos capacitados, para acudir os pacientes consumidores de álcool e outras drogas.

O sector trabalha para expandir para outras províncias a experiência da descentralização dos serviços de saúde mental dos cuidados primários de saúde de Luanda, com o reforço do capital humano, fruto dos concursos públicos de 2018 e 2019, incluindo psicólogos e outros especialistas, para a execução de acções de promoção e prevenção.

Socialmente foi destaque, ao longo da semana, a eleição de Angola como Secretária Regional para a África Austral da Organização Pan-Africana das Mulheres (OPM), por um período de cinco anos.

A eleição ocorreu durante o 10º congresso da OPM que teve lugar na Namíbia e no qual Angola contou com a participação de uma delegação chefiada pela ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira.

Ao longo da semana a midia destacou também o lançamento do Movimento Nacional de Prevenção e Combate ao Uso das Drogas, uma iniciativa do Grupo de Mulheres Parlamentares.

O projecto visa educar, sensibilizar, reduzir e combater o consumo de drogas lícitas e ilícitas, bem como o uso nocivo de bebidas alcoólicas, mitigando as suas consequências.

A realização, de uma palestra sobre descriminação contra as mulheres e raparigas”, numa iniciativa do Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU).

Denominada “Zero discriminação, o encontro visou mostrar os efeitos da discriminação contra as mulheres e meninas nos diferentes contextos, assim como contribuir para a mudança de mentalidade sobre as mais variadas formas de distinção.

Na vertente educativa mereceu a atenção a desconvocação da greve no ensino superior, por parte do Sindicato Nacional de Professores do Ensino Superior (SINPES).

A suspensão da greve resulta do acordo assinado entre a classe docente e os ministérios do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação e das Finanças, que visa o pagamento de subsídios em atraso, avaliados em dois mil milhões e 300 milhões de kwanzas, dívida pública acumulada desde 2012.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 28/02/2020 19:16:36

    Angola eleita secretária regional da OPM

    Luanda - A República de Angola foi eleita, nesta sexta-feira, na Namíbia, ao cargo de Secretária Regional para a África Austral da Organização Pan-Africana das Mulheres (OPM), por um período de cinco anos.

  • 28/02/2020 17:20:39

    Sociedade civil elucidada sobre discriminação zero

    Luanda - Mulheres de diversos extractos sociais e sociedade civil celebraram de forma antecipada, nesta sexta-feira, o Dia Mundial de Zero Discriminação, instituído pelas Nações Unidas, sob o lema “Zero discriminação contra as mulheres e raparigas”.

  • 28/02/2020 14:46:38

    Mortos no próprio lar, a sangue frio

    Luanda - Em plena madrugada de 28 de Outubro de 2019, no interior da própria casa, um acto bárbaro e improvável mudou, radicalmente, a história de "Avó Domingas".