Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Maio de 2020 | 11h06 - Actualizado em 14 Maio de 2020 | 13h36

Crianças perdem membros em acidente com engenho explosivo

Ondjiva - Duas crianças, de 8 e 14 anos idade, perderam os membros inferiores depois de ter accionado um engenho explosivo, com o qual brincavam, na localidade de Ondjiva, província do Cunene.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Os pequenos brincavam com o engenho, quando este explodiu, causando graves lesões aos membros inferiores, o que motivou a amputação, segundo o ortopedista do Hospital Geral de Ondjiva, Desidério Ndaondjapo.

O médico informou hoje à Angop que a explosão causou rompimento das veias e, devido à perda de grande quantidade de  sangue, os petizes foram logo submetidos a uma transfusão do sangue pela equipa médica.

Explicou que, tendo em conta o estado clínico que apresentavam, foram prontamente levados para o bloco operatório, onde um foi amputado as duas pernas e outro apenas uma, bem como se fez a reparação de todos os tecidos que estavam destruídos.

O responsável afirmou que os doentes apresentam uma evolução positiva, em comparação com as primeiras 48 horas, quando deram entrada na unidade sanitária.

Fez saber que as vítimas brincavam com o engenho explosivo que se presume ser um morteiro 60, pelos ferimentos causados.

Acidentes com minas já ocorram no Cunene em 2019, na comuna da Môngua, onde cinco pessoas morreram e uma ficou ferida após accionar uma mina antitanque, em  2008, em  Ombadja, vitimando, na altura, quatro pessoas. Em 2015, três cidadãos morreram e quatro ficaram feridos, em consequência de dois acidentes de minas, ocorridos no município do Cuanhama.

A província do Cunene conta, nesta altura, com três operadoras de desminagem, nomeadamente Brigada das Forças Armadas Angolanas, do Instituto Nacional de Desminagem (INAD) e da Polícia de Guarda-Fronteira.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também