Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

28 Maio de 2020 | 19h08 - Actualizado em 28 Maio de 2020 | 19h07

Cidade Ndalatando assinala 64 anos de existência

Ndalatando - Com acções viradas à melhoria e elevação da oferta de serviços sociais básicos à população, a cidade de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte, assinala hoje, quinta-feira, 64 anos da sua elevação à categoria de cidade, ocorrida a 28 de Maio de 1956.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

cidade de Ndalatando assinala 64 anos da sua fundação

Foto: Lucas Leitão

Anteriormente denominada Vila Salazar, em homenagem ao então presidente do conselho de ministros português, António de Oliveira Salazar, a circunscrição ascendeu à categoria de cidade através do Diploma Legislativo - 2.757, do Boletim Oficial do então governo português em Angola, datado de 28 de Maio de 1956.

A denominação Salazar foi alterada para Ndalatando em 1975, por ocasião do alcance da Independência de Angola, nome que prevalece até aos dias de hoje.

Fontes históricas indicam que a actual denominação Ndalatando é resultado da fusão do nome de um líder tradicional Ndala e do seu filho Ntando, que habitaram a região antes da chegada dos portugueses em Angola, nomenclatura que foi alterada pelo poder colonial e retomada após o alcance da independência.

Contrariamente às edições anteriores, em que as festas da urbe eram marcadas com a  interrupção da actividade dos serviços públicos e realização de vários eventos festivos, no presente ano, as festas da cidade de Ndalatando estão a ser comemoradas como  data de reflexão em decorrência do Estado de calamidade pública vigente no país devido à pandemia do Covid-19.

A situação da pandemia do Covid-19 levou igualmente ao cancelamento da habitual feira internacional de investimento Expo-Cuanza Norte virada à atracção de empresários nacionais e estrangeiros para a província que conta com um grande potencial no domínio da agricultura, pecuária, turismo e exploração de recursos naturais.

Apesar das actuais restrições, a administração municipal do Cazengo está empenhada na promoção de acções de embelezamento das artérias da cidade de Ndalatando, reposição da sinalização de trânsito (horizontal e vertical), reparação dos passeios, melhoria dos espaços verdes e reforço do saneamento básico.

A urbe está igualmente a registar a melhoria de vários serviços no âmbito do Programa Integrado de Intervenção Municipal (PIIM), com realce para a construção de duas novas escolas que deverão congregar 37 salas de aulas, sendo 22 do segundo ciclo do ensino médio e 15 do ensino primário, cujas obras deverão absolver mais de 607 milhões de kwanzas.

Entre as principais fontes de atracção de investimento privado para a cidade de Ndalatando consta também o grande potencial de energia eléctrica das barragens de Cambambe (no Cuanza Norte) e Capanda (em Malanje), que asseguram a distribuição do referido producto a mais de 15 mil famílias das zonas urbanas e periféricas, 24 horas/dia, enquanto no domínio turístico o destaque recai para o centro hortobotânico do Quilombo, criado na década de 60 para fins de investigação botânica, turismo e lazer.

No cômputo do abastecimento de água, a urbe deverá contar com uma nova captação, a partir do rio Lucala, situado a 36 quilómetros de Ndalatando, para substituir a estação actual erguida em 2011 com uma capacidade de 50 metros cúbicos de água/segundo.

Em simultâneo com a urbe de Ndalatando (capital do Cuanza Norte), foram igualmente elevadas à categoria de cidade no dia 28 de Maio de 1956, as cidades de Cabinda (capital da província de Cabinda),  Saurimo (capital da Lunda Sul) e Sumbe (Cuanza Sul).

Leia também
  • 28/05/2020 18:00:10

    Briga termina em morte em Cambambe

    Dondo - Um jovem de 23 anos de idade morreu, na noite de quarta-feira, no Dondo, município de Cambambe, província do Cuanza Norte, na sequência de uma disputa de grupos rivais.

  • 28/05/2020 15:12:04

    Moxico: ADECOS beneficiam cartões de compra mensal

    Luena - Trinta e cinco agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário (ADECOS), no município sede (Moxico), beneficiam, a partir de hoje, quinta-feira, de cartões para compra mensal no supermercado Nosso Super, da cidade do Luena.

  • 28/05/2020 15:06:28

    Assistidos mil cidadãos na comuna do Caiundo

    Menongue - Mil cidadãos de 11 aldeias da comuna do Caiundo, a 43 quilómetros a sudeste da cidade de Menongue, sede capital do Cuando Cubango, beneficiaram, no início desta semana, da assistência médica e medicamentosa, através de consultas ambulatórias, no âmbito do programa de apoio às populações vulneráveis.