Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

11 Agosto de 2020 | 12h07 - Actualizado em 11 Agosto de 2020 | 11h57

Empresa tecnologia desenvolve aplicativos para saúde

Lubango - A empresa Tecno Base desenvolveu dois softwares denominados Sistema Integrado de Gestão Populacional (SIGP) para o sector governamental e o Tecno Farma, um aplicativo para a área comercial, com a finalidade de ligar, por telemóvel, os serviços de saúde e farmácias ao cidadão.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Equipa de jovens engenheiros informáticos da Tecno Base

Foto: Amélia Oliveira

Os projectos foram desenvolvidos em três anos e estão agora disponíveis, de acodo com o responsável da empresa que desenvolve softwares de gestão, comunicação e segurança, , Bartolomeu António. 

Em delarações à Angop, à margem do lançamento dos softwares, o gestor afirmou que os sistemas surgem da necessidade que incremetar o nível de tendências técnologicas, ferramentas que a sociedade e governo necessitam para salvaguardar a comunicação, segurança e uma melhor gestão da comunidade, minimizando a problemática da procura de escola, emprego, entre outros mecanismos, sobretudo nessta altura da Covid-19. 

Explicou que um dos aplicativos é o SIGP, destinado a  ajudar o governo a controlar a população, desde  a demografia, sistema educacional, bases de formação profissional, assim como controlar as empresas, segurança social, entre outros pontos.

Conforme o responsável, trata-se de um sistema que vai permitir, no âmbito do controlo estatístico demográfico, acompanhar os cidadãos estrangeiros e nacionais no país, por meio dos dados fornecidos por instituições competentes como o Instituto Nacional de Estatística (INE), entre outras. 

“Queremos com o aplicativo ajude o governo a  governar, pois a tecnologia é um factor fundamental para o desenvolvimento de qualquer nação e é indispensavel quando se quer crescer. O mesmo se desenvolverá consoate as necessidades de campo do governo e da sociedade”, esclareceu.

Em relação ao Tecno Farma, avançou que está disponível em IOS e Android, conectando paciente, hospital ou clínica e farmácia, para evitar que os pacientes percorram distâncias à procura de medicamentos, tendo em conta que ajuda a identificar o local certo para encontrar um remédio ou contactar o médico sobre dúvidas numa receita.

Por ser comercial, segundo o entrevistado, para um usuário comum será gratuito, mas para empresas disponiblizar-se-ão licenças de utilização com parceiros que poderão estar envolvidos, pois estão mais preocupados com a atenção das pessoas que podem ser o ponto de partida para a expansão da visão da iniciativa.

A Tecno Base começou como a ideia em 2012, mas entrou em funcionamento em 2016 com duas componentes, nomeadamente a Soft Base e Tecno Base Education, que desenvolve softwares e promove educação tecnológica às entidades ou pessoas interessadas. Já formou perto de 350 pessoas em educação tecnológica . Finciona com desasseis colaboradores entre os quais dez programadores.

Leia também
  • 11/08/2020 11:42:04

    Reabilitação de passeios melhora circulação nas ruas do Cuvango

    Cuvango - A vila sede do Cuvango, província da Huíla, começa a ganhar uma nova imagem, com a primeira fase de reabilitação dos passeios e colocação de lancis, melhorando a circulação de seus habitantes, obras inseridas no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

  • 11/08/2020 10:17:24

    Polícia detém indivíduo acusado da morte de criança na Huíla

    Lubango - Um cidadão de 37 anos de idade é acusado de espancar até a morte o enteado de cinco anos de idade, no domingo, no município do Lubango, província da Huíla.

  • 11/08/2020 09:23:42

    Obras do PIIM geram 305 postos de trabalho na Humpata

    Humpata - Trezentos e cinco jovens do município da Humpata, na província da Huíla, ganharam empregos temporários, no âmbito da execução de 12 projectos inseridos no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios ( PIIM).