Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

25 Setembro de 2020 | 13h13 - Actualizado em 25 Setembro de 2020 | 13h13

Covid-19: INEFOP solicita testes rápidos

Mbanza Kongo - O director do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP) no Zaire, Kininguisa Kibantu, solicitou esta sexta-feira, em Mbanza Kongo, às autoridades sanitárias locais a providenciarem testes serológicos para os intervenientes do presente ciclo formativo na região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ilustração da COVID-19

Foto: Divulgação

A província do Zaire, através da Comissão Provincial de Resposta à Covid-19 recepcionou, há uma semana, um lote de mil e 500 testes rápidos para reforçar a capacidade de testagem na região.

Em declarações à ANGOP, o responsável informou que os cursos de formação em artes e ofícios foram retomados na região no passado dia 21 deste mês, em cumprimento do calendário orientado superiormente, mas sem a testagem rápida dos formandos e formadores.

Informou que, aguarda, até a presente data, a resposta das autoridades sanitárias locais ao pedido de testagem em massa dos agentes do INEFOP, visando salvaguardar a saúde de todos os intervenientes neste processo.

A ANGOP tentou sem sucesso, contactar o porta-voz da Comissão Provincial de Resposta à Covid-19.

Entretanto, o director provincial do INEFOP assegurou que as quatro unidades formativas disponíveis nos municípios de Mbanza Kongo, Soyo, Cuimba e Nzeto, contam já com recipientes para a lavagem das mãos com água e sabão, álcool em gel, lixívia e meios para a desinfestação.

Entre outras medidas de protecção individual e colectiva anunciadas pela fonte, está também a readaptação das turmas na ordem dos 50 por cento de formandos cada, para se garantir o distanciamento físico, sendo que o tempo máximo de duração de cada aula é de duas horas.

O ciclo de formação profissional referente a 2020 arrancou a 10 de Março no país, mas por imperativo da pandemia do novo coronavírus o mesmo foi suspenso no dia 27 do mesmo mês.

No Zaire, de acordo com o responsável do INEFOP, estão inscritos 784 formandos, dos quais 117 do sexo feminino, nos quatro centros disponíveis em Mbanza Kongo, no Soyo, Nzeto e Cuimba, assegurados por 44 formadores.


Cursos como serralharia, alvenaria, electricidade geral, mecânica auto, corte e costura, canalização, decoração, pastelaria, hidráulica e manutenção de equipamentos electrónicos, culinária e informática são ministrados nessas unidades fixas e móveis.


A formação profissional no Zaire arrancou em 2006, tendo sido já formados, até a presente data, mais de 10 mil jovens em artes e ofícios.

Leia também
  • 25/09/2020 12:39:35

    Acidente de viação provoca morte e ferido em Mbanza Kongo

    Mbanza Kongo - Uma pessoa morreu e outra ficou ferida em consequência de um acidente de viação ocorrido na manhã desta sexta-feira, na cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire.

  • 25/09/2020 12:35:13

    Covid-19: Comissão exorta contínuo cumprimento de medidas

    Cabinda - O porta-voz da Comissão Provincial de Contingência e de Respostas Rápidas à Covid-19 em Cabinda, Ruben Fátima Buco, exortou hoje, sexta-feira, nesta cidade, a população manter o cumprimento rigorosamente as medidas de biossegurança, tendo em atenção o aumento de casos positivos da Covid-19 na província.

  • 25/09/2020 12:20:08

    Covid-19: Músicos doam bens diversos

    Lubango - Mais de dez toneladas de bens alimentares diversos foram hoje, sexta-feira, entregues aos idosos residentes no Lar da Terceira Idade do Lubango, por um grupo de músicos afectos à Igreja Evangélica Sinodal de Angola (IESA), no âmbito da acção social do conjunto.