Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

22 Setembro de 2009 | 04h58 - Actualizado em 22 Setembro de 2009 | 08h45

Obras de ampliação e restauro do '4 de Fevereiro' prosseguem

Reabilitação

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar


  
 
Luanda –  Dez meses depois do seu início, as obras de reabilitação, ampliação e modernização do Aeroporto Internacional “4 de Fevereiro”, em Luanda, decorrem a bom ritmo, segundo uma fonte ligada a empresa construtora.

De acordo com a fonte, depois da entrega do terminal de desembarque, localizado na ex-Taag Charter, junto ao Terminal de Voos Domésticos, a empresa construtora iniciou a ampliação e remodelação do antigo terminal, bem como na construção dos parque de
estacionamento.

"Neste momento, houve necessidade de construir uma sala de embarque provisória, localizada numa zona paralela ao Protocolo do Estado, de modo a garantir um ritmo satisfatório às obras que a instituição vem beneficiando desde Novembro de 2008”, disse.
 

A fonte adiantou que decorrem obras nos dois terminais (embarque e desembarque) que dentro dos prazos serão entregues ao proprietário da obra. 

A obra é propriedade do Governo angolano através da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (Enana), e visa aumentar o número da movimentação de passageiros de um milhão e 200 mil pessoas para três milhões e 600 mil, num investimento estimado em 74 milhões de dólares norte-americanos.


 
No âmbito dos projectos de benfeitorias do aeroporto, além da ampliação e remodelação do terminal de passageiros, está prevista a construção dos taxiway (saída de aeronaves) C, C1, C2 e a construção do estacionamento externo e a modificação e ampliação das vias de acesso.

A Enana está apostada na melhoria das condições dos aeródromos do país, com destaque para a imagem e segurança das instituições, num programa do Governo Central que prevê a edificação e reabilitação, com o objectivo de dotá-los de melhores condições de funcionalidade e operacionalidade, adequando-os às exigências internacionais.