Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

12 Junho de 2011 | 22h40 - Actualizado em 13 Junho de 2011 | 10h29

Comboio volta apitar no Huambo dentro de 60 dias

Transporte

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Comboio chegará à província do Huambo

Foto: Angop

Huambo - O comboio do caminho de Ferro de Benguela (CFB), volta a apitar definitivamente na província do Huambo dentro de 60 dias, depois de 27 anos de paralisação, anunciou hoje, nesta cidade, o ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás.

Augusto Tomás anunciou o facto no final da sua viagem de comboio vindo da província de Benguela, onde foi fiscalizar o grau de execução das obras realizadas ao longo da linha-férrea.

“Vamos trabalhar para completar tudo o que é necessário, corrigir o que se pode e criar condições para que dentro de 60 dias o mais tardar, o comboio volte a apitar no Huambo de forma definitiva e em Setembro possa chegar a província do Bié para devolver a

alegria a população desta região”, destacou.

O governante referiu que o país vive um ciclo de reconstrução, reconciliação e de paz, pois tudo o que no passado era um sonho começa a ser transformado em realidade.

Afirmou que as obras foram acompanhadas pela fiscalização, seguiram as regras estabelecidas internacionalmente e os prazos foram na medida do possível respeitados.

“Chegou o momento do povo angolano em particular o das províncias do Huambo, Bié e Moxico voltarem a sorrir como no passado".

Por seu turno, o governador da província do Huambo, Fernando Faustino Muteka, lançou um repto aos homens de negócios pois que, com o comboio a funcionar haverá maior facilidade de movimentação das mercadorias e a qualidade de vida da população vai

melhorar.

Faustino Muteka destacou que, o reinício da circulação do comboio vai permitir a criação de novos postos de trabalho, a chegada da mercadoria de forma segura ao mesmo tempo que vai contribuir para o ressurgimento do sector industrial numa altura que está em fase de conclusão a barragem hidroeléctrica do Ngove.

A chegada do comboio experimental a estação da cidade do Huambo foi testemunhada por milhares de cidadãos, membros do executivo local, representantes de partidos políticos e entidades religiosas.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 14/11/2018 13:35:52

    FGA visa suprir as insuficiências do seguro automóvel

    Huambo - O Fundo de Garantia Automóvel (FGA), uma instituição pública, tem por finalidade suprir as insuficiências do mercado de asseguramento de automóveis, como uma responsabilidade civil obrigatória consagrada por lei, para garantir a indemnização de danos patrimoniais e não patrimoniais causados a terceiros.

  • 22/10/2018 17:46:46

    Descarrilamento de comboio interdita caminho de ferro

    Caála - Um comboio proveniente do município do Lobito, na província de Benguela, descarrilou na noite de sábado, entre as comunas do Lepi e Calenga, ambas da província do Huambo, por causa do excesso de carga em um dos seus vagões.

  • 10/04/2018 14:21:48

    Mau tempo impede avião de aterrar no Huambo

    Luanda - O Boeing 737-700 da TAAG, que seguia para a província do Huambo na manhã desta terça-feira, com 97 passageiros a bordo, foi forçado a regressar a Luanda, devido ao mau tempo que se regista naquela região.

  • 23/03/2018 16:18:57

    Ango-Real e Macon voltam a circular na estrada nacional 120 três anos depois

    Huambo - A Ango-Real e a Macon, duas operadoras privadas de transporte público inter-provincial, voltaram a ligar esta semana, três anos depois, as províncias do Huambo e Luanda através da estrada nacional 120.