Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

08 Fevereiro de 2014 | 12h50 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2014 | 12h50

Aeroporto da Catumbela aguarda certificação do Inavic

Luanda - O novo aeroporto da Catumbela, localizado na província de Benguela, está a operar normalmente voos domésticos, numa altura em que a Enana continua a trabalhar para que possa receber a certificação de aeroporto internacional por parte do Instituto Nacional da Aviação Civil.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Não obstante designar-se já Aeroporto Internacional da Catumbela, só após a sua certificação pelo Inavic, a referida infra-estrutura poderá operar voos internacionais.

Essa informação foi avançada em conferência de imprensa nesta sexta-feira (7), em Luanda, pelo administrador da rede aeroportuária principal e recursos humanos da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea, Emanuel Candengue.

Reforçando essa posição, o presidente do conselho de administração da Enana, Manuel Ceita, revelou que o referido aeroporto carece ainda de alguns detalhes que têm a ver com especificidades contratuais, mas que serão já ultrapassados. “Falta o terminal de carga, instalações para alfândega e montagem de algum equipamento. Já existe a ordem por parte da tutela para se resolver essa questão e nós vamos cumpri-la.”, sublinhou.

O novo aeroporto da Catumbela, inaugurado a 27 de Agosto de 2012, tem duas mangas para embarque e desembarque e uma pista de três mil e 700 metros. Tem capacidade para 2.2 milhões de passageiros por ano e para atender mais de 900 pessoas por hora.

O edifício tem centrais para o abastecimento de água, energia e de ar condicionado, elevadores, tapetes rolantes, tapetes de bagagem na área de desembarque para atender duas aeronaves de grande envergadura em simultâneo.

A infra-estrutura possui igualmente 16 balcões para chek-in e 18 para os serviços de imigração, bem como salas protocolares e para clientes em executiva e primeira classes e espaços para restaurante e bares.

Está equipado com sistemas de controlo de metais e de acesso, gabinetes para as companhias aéreas, chek-in informatizado e informação electrónica.

Leia também
  • 20/01/2015 07:00:55

    Comandante de trânsito considera crítica circulação rodoviária em Luanda

    Luanda - O Comandante da Unidade de Trânsito de Luanda, superintendente chefe Catarino Roque José Silva, caracterizou o movimento rodoviário, na capital do país, como bastante crítica devido aos actos de indisciplina praticado por determinados automobilistas.

  • 19/01/2015 13:39:30

    Angola: Anunciados voos diários da TAAG para Kinshasa

    Luanda - A transportadora aérea angolana "TAAG" vai realizar semanalmente sete voos de passageiros de Luanda a Kinshasa, capital da República Democrática do Congo (RDC), anunciou nesta segunda-feira, o ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás.

  • 08/01/2015 14:31:29

    Colisão entre comboio e camião em Malanje sem vítimas humanas

    Luanda - Um camião basculante embateu hoje, quinta-feira, em um comboio de longo-curso que transportava 126 passageiros, quando este saia da cidade de Malanje com destino para Luanda, sem causar vítimas humanas.

  • 05/01/2015 11:00:59

    Retrospectiva 2014: ENANA imparável na trajectória da refundação

    Como porta de entrada para Angola, o Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro acompanhou, nos últimos três anos, o processo de refundação da ENANA que implicou a sua requalificação e modernização. Processo que exige hoje uma manutenção constante, que permite a passagem pelas suas instalações de uma média diária de sete mil passageiros, maioritariamente da Europa, Américas e China.