Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

27 Abril de 2016 | 21h10 - Actualizado em 27 Abril de 2016 | 21h08

Cuanza Norte: Moto-taxistas deixarão de circular no casco urbano de Ndalatando

Ndalatando - Os motociclistas, vulgo "cupapatas", que fazem serviço de táxi deixarão, brevemente, de fazê-lo no casco urbano da cidade de Ndalatando, sede da província do Cuanza Norte, pelo facto de violarem sistematicamente as regras do código de estrada, anunciou o segundo comandante provincial para a ordem pública da Polícia Nacional (PN), subcomissário José Gaspar da Silva.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Rua direita Luanda-Malanje, em Ndalatando

Foto: Diniz Simão

O anúncio foi feito durante uma reunião de avaliação, análise e concertação sobre os contornos, causas e consequências dos acidentes de viação, que juntou segunda-feira, em Ndalatando, membros da sociedade civil, autoridades tradicionais, religiosas, representantes de partidos políticos, líderes de associações juvenis e efectivos de vários órgãos da PN.

Segundo Gaspar da Silva a medida visa reduzir os índices de acidentes de viação que ocorrem em várias ruas da cidade envolvendo, maioritariamente, motociclistas, fruto da violação sistematicamente das regras do código de estrada.

Acrescentou que, para a concretização desse objectivo, que se enquadra no âmbito dos esforços das autoridades locais para a redução da sinistralidade rodoviária, o Governo está a manter contactos com o empresariado local no sentido de se encontrar uma operadora para assegurar o serviço auto de táxi par o perímetro urbano.

“Em função do incumprimento sistemático das regras de condução pelos moto-taxistas, estamos a estudar mecanismos de impedir que circulem nas ruas da cidade” referiu, acrescentando que o serviço de moto táxi só deverá ser exercido nos bairros periféricos e arredores da cidade.

Sem apontar números, o oficial adiantou que os acidentes na circunscrição continuam a preocupar as autoridades locais, pelo facto de vitimar maioritariamente jovens.

Apelou aos membros da sociedade a continuarem as campanhas de sensibilização aos utentes da via pública, assim como os automobilistas e motociclistas para o cumprimento rigoroso das normas que regem o código de estrada para evitarem acidentes.

Leia também
  • 23/12/2017 19:11:56

    Malanje: Cidadãos aderem viagem de comboio devido a escassez de viaturas

    Malanje - A adesão à viagem de comboio dos Caminhos de Ferro de Luanda (CFL), na classe económica, tende a ser considerável nos últimos dias, devido a escassez de viaturas a operar na rota Malanje/Luanda em vésperas da quadra festiva e a consequentemente subida do preço de passagem dos automóveis.

  • 26/09/2017 03:48:27

    Uíge: Automobilistas satisfeitos com reabilitação da via Kitexe/Ambuila

    Ambuila - Os automobilistas que fazem diariamente o trajecto Kitexe/Ambuila, num percurso de 73 quilómetros, manifestaram, segunda-feira, naquela circunscrição, a sua satisfação pelo o andamento das obras de reabilitação em curso no referido troço, desde meados do ano transacto.

  • 19/08/2017 01:51:25

    Cuando Cubango: Transporte públicos reforçados com 25 autocarros

    Menongue - Vinte e cinco autocarros foram sexta-feira disponibilizados a 13 empresas privadas de Menongue, capital do Cuando Cubango, pelo secretário de Estado dos Transportes, José João Kuvingua, visando melhorar a circulação de pessoas e bens.