Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

24 Abril de 2018 | 16h50 - Actualizado em 24 Abril de 2018 | 16h50

TAAG assegura voos apesar de inspecção forçada depois de acidente

Luanda - A TAAG vai manter inalterada a sua grelha de voos, durante as inspecções obrigatórias aos Boeings 737-700, orientadas pelas autoridades aeronáuticas dos EUA e da União Europeia, na sequência do acidente de terça-feira, 17, com um avião da Southwest Airlines.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Boeing 737 TAAG

Foto: Cedida

Em declarações hoje à Angop, em Luanda, o porta-voz da TAAG, Carlos Vicente, lembrou que, apesar da companhia angolana de bandeira possuir cinco aeronaves do tipo Boeing 737-700, utilizadas nos voos domésticos e regionais, as inspecções não afetarão a sua programação.

“O INAVIC procede, neste momento, ao estudo das Directivas de Aeronavegabilidade (AD’s) e dos Boletins de Serviço emitidos pelas autoridades aeronáuticas, findo o qual notificará a TAAG para o seu cumprimento”, afirmou.

Para Carlos Vicente, estes procedimentos não causarão, em princípio, qualquer constrangimento operacional a TAAG, pois poderão ser feitos durante os trabalhos normais de manutenção e serão acompanhados pelo INAVIC, para a garantia da segurança das operações.

O acidente com o Boeing ocorreu, terça-feira, 17, com uma aeronave da Southwest Airlines, que efectuou uma aterragem de emergência no aeroporto Internacional de Filadélfia, nos EUA, depois de os pilotos terem reportado fogo no motor.

“Na realidade, constatou-se que partes do motor se desintegraram e não houve fogo, o que levou as autoridades aeronáuticas a emitirem Directivas de Aeronavegabilidade (AD’s) em que orientam todos os operadores que possuem este tipo de aeronave e de motor acidentado a trabalhos de inspecção”, revelou.

O fabricante dos motores, a CFM International, emitiu, de igual modo, um Boletim de Serviço, no qual orienta os operadores para trabalhos de inspecção nas pás das suas (dos motores) ventoinhas.

Em Angola apenas as Linhas Aéreas de Angola e a SONAIR possuem aviões do tipo Boeing 737-700.

O Instituto Nacional de Aviação Civil (INAVIC) tem como objectivo regulamentar, supervisionar e inspeccionar os serviços da aviação civil, visando o desenvolvimento seguro, eficiente e sustentado da aviação em Angola, como estado membro da Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO).  

Assuntos Inavic   TAAG  

Leia também
  • 31/10/2018 14:13:52

    Fadiga é causa de mais de 80% dos acidentes aéreos

    Luanda - Mais de 80 por cento dos acidentes aéreos ocorridos, entre 2011 e 2014, foram devido a fadiga humana, informou hoje (quarta-feira), em Luanda, o inspector do INAVIC, Anastácio Fernandes.

  • 29/10/2018 13:38:02

    TAAG com novo horário de inverno

    Luanda - A TAAG, Linhas Aéreas de Angola S.A, opera desde domingo último, 28, com novo horário de inverno, em cumprimento de uma obrigação da IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos), nas rotas doméstica, regional e intercontinental.

  • 29/09/2018 01:58:15

    TAAG moderniza frota com Boeing 787

    Luanda - A TAAG deverá adquirir, em 2019, onze aviões de médio curso, no âmbito do programa de modernização da companhia, além de aeronaves de última geração do tipo Boeing 787, para as rotas de longo curso.

  • 14/09/2018 09:37:35

    TAAG assegura segurança e qualidade

    Luanda - A TAAG, Linhas Aéreas de Angola, tem assegurado o cumprimento de todas as normas de prevenção, segurança e qualidade nas suas operações, afirmou nesta quinta-feira, em Luanda, a sub-directora de Garantia de Qualidade da companhia, Joaquina José.