Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

13 Julho de 2018 | 13h57 - Actualizado em 13 Julho de 2018 | 13h55

TCUL necessita de seis bilhões de Kwanzas para funcionar em pleno

Cazenga - A Empresa de Transportes Colectivos e Urbano de Luanda (TCUL) necessita de pelo menos seis bilhões de Kwanzas para o funcionamento em pleno de todos os sectores administrativos e dos autocarros que se encontram inoperantes, disse o Presidente do Conselho de Administração (PCA), Abel Cosme.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Autocarros da TCUL (Arquivo)

Foto: Joaquina Bento

O PCA fez este pronunciamento durante a cerimónia de encerramento das actividades alusivas ao 12 de Julho, data da constituição da TCUL, adiantando que enquanto os valores não chegam, a empresa trabalha com os poucos recursos que possui para a recuperação dos autocarros que se encontram avariados.

“Para colocar todos os autocarros avariados a funcionar,  liquidar dividas com o Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), seguros, bem como garantir os salários dos trabalhadores por seis meses, necessitamos de seis bilhões de kwanzas”, referiu.

Abel Cosme disse que um profundo trabalho de sensibilização foi feito a todos os níveis para que os trabalhadores, com os meios que possuem possam atingir os objectivos preconizados, o que permitiu já a recuperação de 100 autocarros.

"Desde o inicio nós apercebemos que estávamos a  transportar poucos passageiros  e arrecadar menos  dinheiro, dai a necessidade de fazer um trabalho de sensibilização junto dos trabalhadores para inverter o quadro", disse.

Explicou que a melhor forma de alcançar os objectivos para o pagamento dos salários atempadamente seria traçar estratégias para conseguir receitas sustentáveis para as despesas da instituição.

Nesta perspectiva, segundo, Abel Cosme, foram criadas novas rotas e turnos para os autocarros, e actualmente algumas rotas conseguem transportar de mil a 800 passageiros no preço de 50 Kwanzas e este valor multiplicado pode rondar a 150 milhões de Kwanzas.

Sublinhou que existe um programa de recuperação  dos meios avariados a médio e longo prazo e os 100 autocarros já recuperados vão se juntar, nos próximos dias, aos 240 novos autocarros adquiridos recentemente.

O actual conselho de administração da TCUL  completa em Novembro um ano desde que foi nomeado.


 

Leia também
  • 23/01/2019 11:49:05

    Angola terá novo modelo de matrícula para viaturas

    Luanda - Um novo modelo de matrícula para viaturas, que garante maior segurança, vai ser implementando, em breve, em Angola, anunciou o chefe de Departamento de Telecomunicações e Informática da Direcção Nacional de Viação e Trânsito, inspector-chefe, Domingos Satcchile.

  • 23/12/2018 16:49:47

    Governo vai obrigar a legalização de agentes marinhos no Mussulo

    Luanda - O Ministério dos Transportes vai obrigar aos operadores marítimos a cumprirem com os regulamentos instituídos, visando a melhoria da segurança no mar.

  • 13/12/2018 16:07:55

    CFL disponibiliza mais locomotivas para Feira do Artesanato no Dondo

    Luanda - O Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) vai colocar, a partir desta sexta-feira (dia 14), quatro comboios para o transporte de passageiros interessados em participar na Feira do Artesanato no Dondo, província do Cuanza Norte.

  • 07/12/2018 21:32:32

    IMPA quer regularizada toda actividade marítima

    Luanda - O Instituto Marítimo e Portuário de Angola (IMPA) lançou hoje a operação mar seguro, que se cingirá na regularização de toda a actividade realizada por navegantes e usuários de meios náuticos, nomeadamente embarcações e motas aquáticas.