Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

06 Setembro de 2018 | 15h02 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 14h18

Táxis descaracterizados serão retirados de circulação no Cazenga

Cazenga - Uma operação denominada " Gira bairro" para retirar de circulação as viaturas descaracterizadas que efectuam trabalho de táxi, no interior dos bairros do município do Cazenga, em Luanda, está ser realizada pelo comando local da Polícia Nacional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O objectivo da operação é verificar a autenticidade dos documentos, um trabalho pedagogico, para depois passar para apreensão dos carros que estejam a funcionar em condição ilegal, a efectuar trabalho de táxi no município.

Falando à imprensa, o comandante municipal da corporação, João Carike, disse que a ideia é averiguar a legalidade das viaturas que efectuam o trabalho de táxi, reduzir a criminalidade e acidentes em transportes em mau estado técnico.

" Entendemos que algumas destas viaturas são desmanchadas, fruto de roubos, principalmente os de marca Toyota. Os utentes compram o chassi ou carcaça num indivíduo para recompor uma nova viatura, e nesta recomposição não possuem os  documentos necessários", sublinhou.

Para o comandante municipal, a Lei orienta que o carro pode ter o chassi e motor trocado, mas deve-se informar a Direcção de Viação e Trânsito a alteração das características ou mudança do motor para que esteja  legal.

João Carike explicou que para facilitar a formalização da titularidade, foi dado uma prerrogativa de 90 dias para os taxistas legalizarem a situação das viaturas, principalmente as viaturas ligeiras descaracterizadas para efectuar o serviço de táxi.

No seu entender, o prazo de três meses é uma excepção para que o cidadão não entenda que a polícia é apenas coerciva, mas também um órgão vocacionado a fiscalizar os serviços do Estado.


 

Leia também
  • 05/11/2018 13:03:41

    Vandalização de comboios e linha férrea avaliada em mil milhões de kwanzas

    Luanda - Os actos de vandalismo registados, desde Janeiro até Outubro de 2018, nas composições e linha férrea do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) causaram prejuízos avaliados em mil milhões de kwanzas.

  • 01/11/2018 11:59:17

    Comboios do CFL colhem mais de 20 pessoas em 10 meses

    Luanda - A negligência por parte de alguns peões está na base do atropelamento de 25 pessoas por locomotivas do Caminho de Ferro de Luanda (CFL), das quais 16 morreram no local, e nove ficaram gravemente feridas, de Janeiro a Outubro do corrente ano.

  • 19/10/2018 10:51:26

    Comboio do CFL colhe cidadã na Estalagem

    Luanda - Uma mulher foi colhida na manhã de hoje, sexta-feira, pelo comboio do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) quando tentava atravessar a linha férrea no bairro da Estalagem, município de Viana, em Luanda.

  • 12/10/2018 13:06:36

    CFL aumenta número de comboios suburbanos

    Luanda - O Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL) irá aumentar, a partir de segunda-feira próxima (dia 15), mais sete comboios suburbanos na rota estação do Bungo até a de Catete, para satisfazer os utilizadores dos transportes ferroviários.