Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Transporte

28 Maio de 2019 | 14h30 - Actualizado em 28 Maio de 2019 | 20h52

TAAG recertificada para voar sem limitações até 2021

Luanda - Após cumprimento dos procedimentos legais e concluído, com sucesso, o processo da Auditoria Operacional de Segurança (na sigla em inglês IOSA), levado a cabo pela IATA, a TAAG foi recertificada, segunda-feira, para voar incondicionalmente até ao dia 22 de Maio de 2021.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Passageiro da TAAG desembarcando em Cabo Verde

Foto: Lino Guimarães

Com este “atestado”, a companhia nacional de bandeira tem cartas brancas para continuar a desenvolver a sua actividade como uma operadora aérea internacional segura em temos de “SAFETY” (Segurança Operacional), refere uma nota a que a Angop teve acesso hoje.

A auditoria durou cinco dias e abarcou todas as aéreas operacionais da TAAG – Linhas Aéreas de Angola. A mesma teve à testa a “ACS – Aviation Solutions”, uma organização especializada, acreditada pela IATA – Associação Internacional de Transportes Aéreos.

“Esta auditoria é realizada bianualmente, num calendário estabelecido pela IATA, que normalmente avalia o nível de implementação dos padrões e praticas por si recomendadas”, sublinha o comunicado, esclarecendo que a actual obedeceu duas fases neste primeiro semestre de 2019.

A primeira etapa aconteceu de 28 de Janeiro e 5 de Fevereiro, num procedimento denominado IOSA, tendo-se registado algumas inconformidades que tiveram de ser corrigidas, para uma segunda inspecção (durante este mês) e consequente aprovação.

A auditoria IOSA é um sistema de avaliação internacionalmente reconhecido e aceite, para apurar a conformidade das operações de uma companhia aérea. Pois, isto dá legitimidade à companhia nacional de bandeira para continuar a ser membro inequívoco e pleno da IATA.

Assim, a TAAG voltará também a ter acompanhamento periódico e regular dos órgãos desta organização internacional.

A propósito, por ocasião do III Conselho Técnico Aeronáutico, realizado nos dias 16 e 17 deste mês (em Luanda), o ministro dos Transportes, Ricardo D'Abreu felicitou atempadamente esta operadora, tendo apelado para a necessidade de se trabalhar no reforço do Sistema da Aviação Civil.

Na ocasião, disse que “só a conformidade entre o sistema nacional e as normas e práticas recomendadas pela IATA poderá permitir que Angola se inscreva como HUB regional preferencial no mapa das opções de operações de tráfego, destino ou trânsito e segurança aérea internacional".

A TAAG, em privatização desde 2018, atende actualmente mais de 12 destinos domésticos e vários internacionais, em África, na América do Sul, do Caribe, na Europa e na Ásia, com uma frota de dez aviões, sendo 4 do tipo 737-700 e seis 777-300 e 777-200.

Assuntos TAAG  

Leia também
  • 16/05/2019 17:41:52

    TAAG fecha com êxito auditoria da IATA

    Luanda - A TAAG, Linhas Aéreas de Angola, encerrou com êxito o Programa de Auditorias de Segurança da IATA (IOSA), voltando a ter acompanhamento periódico e regular dos seus órgãos, revelou hoje o ministro dos Transportes, Ricardo D'Abreu.

  • 12/11/2018 20:10:22

    Quatro feridos em incidente com avião da TAAG

    Luanda - Quatro passageiros ficaram feridos, depois da "despressurização súbita" da cabine do Boeing 737-700 da TAAG, que seguia domingo, 11de Novembro, de Luanda à província do Namibe, informou fonte da companhia.

  • 29/10/2018 13:38:02

    TAAG com novo horário de inverno

    Luanda - A TAAG, Linhas Aéreas de Angola S.A, opera desde domingo último, 28, com novo horário de inverno, em cumprimento de uma obrigação da IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos), nas rotas doméstica, regional e intercontinental.