Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Turismo

18 Outubro de 2018 | 16h16 - Actualizado em 18 Outubro de 2018 | 16h16

Locais turísticos no Huambo aguardam por investimento privado

Huambo - Os locais turísticos da província do Huambo aguardam por investimento privado, para que os mesmos possam ser explorados e contribuírem para a arrecadação de receitas para o tesouro nacional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

HUAMBO: ESTAÇÃO ARQUIOLOGICA DO FETI

Foto: Angop

O facto foi assumido hoje, quinta-feira, em declarações à ANGOP, pelo director local do gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, José Albano Canombo Manuel, ao admitir que o sector está aberto a parcerias de empresários, nacionais e estrangeiros.

Explicou que o Governo, por causa das limitações financeiras, não está em condições de investir nas potencialidades turísticas, apesar do interesse e reconhecer a importância do sector na diversificação economica.

Para o efeito, José Albano informou que está-se a trabalhar na divulgação dos pontos turísticos existentes na província, para despertar interesse da classe empresarial, a fim de investirem no sector.

Deu a conhecer que esta região possui áreas bastante atractivas, mas que estão votadas ao abandono, por não estarem a ser exploradas, quer pelo Governo, quer por empresários particulares.

A título de exemplo apontou o morro do Moco, ponto mais alto do país, e eleito recentemente como uma das sete maravilhas do país, assim como a ilha dos Amores, o Monte Halavala, a ilha do Cuile, figuras rupestres de Caninguili, mupas do rio Luvulu II, mupas do rio Kutato, nascente do rio Kubango, túmulo do mítico caçador Wambo Kalunga, monte Ombandjela, aproveitamento hidro-eléctrico do Ngove, Estação Arquiologica do Fety e as pedras Nganda e Kawe.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 31/10/2018 22:11:28

    Especialista destaca elevação do Morro do Moco à área de conservação nacional

    Huambo - A concretização do projecto de elevação do Morro do Moco à área de conservação Nacional vai trazer uma nova forma de tratar as questões ambientais na província do Huambo, considerou hoje, quarta-feira, o docente universitário e investigador em ciências da natureza, César Pakissi.

  • 30/10/2018 21:25:18

    Morro do Moco pode ser elevado à categoria de área de conservação nacional

    Huambo - O Morro do Moco, ponto mais alto do país, com 2620 metros, no limite entre os municípios do Ecunha e Londuimbali, na província do Huambo, poderá, a médio prazo, vir a ser elevado à categoria de área de conservação nacional.

  • 31/07/2018 23:19:53

    Estudantes visitam Mupas do Rio Kuiva

    Caála - Mil e cento e trinta alunos das escolas do II ciclo dos municípios da Ecunha e Caála, província do Huambo, visitaram, hoje, o ponto turístico "Mupas do Rio Kuiva", para conhecer a sua dimensão histórica e estudar as suas potencialidades.