Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Turismo

30 Outubro de 2018 | 21h25 - Actualizado em 30 Outubro de 2018 | 21h25

Morro do Moco pode ser elevado à categoria de área de conservação nacional

Huambo - O Morro do Moco, ponto mais alto do país, com 2620 metros, no limite entre os municípios do Ecunha e Londuimbali, na província do Huambo, poderá, a médio prazo, vir a ser elevado à categoria de área de conservação nacional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huambo: Morro Do Moco

Foto: Júlio Vilinga

O anúncio foi feito hoje, terça-feira, na cidade do Huambo, pelo coordenador do projecto de expansão e fortalecimento das áreas de conservação do Ministério do Ambiente, Simoketo Bob, durante um encontro de apresentação do plano.

Disse que a intenção se deve ao facto do Morro do Moco, a 133 quilómetros a norte da capital desta província, no planalto central, possuir enormes potencialidades em termos de biodiversidade.

Simoketo Bob informou que a implementação do projecto será efectivada no quadro do 5º ciclo do Fundo Global do Ambiente (GEF5), com financiamento do ministério do Ambiente e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Disse que após a fase discussão sobre a sua implementação, seguir-se-á a de abertura de concursos públicos para adjudicação a empresas e pessoas individuais que actuam nos ramos da investigação e de estudos de consultorias que serviram para uma maior elaboração do projecto.

Finda esta fase, informou, a comissão vai submeter o projecto ao Conselho de Ministros que, por sua vez, vai encaminhar à Assembleia Nacional para a sua aprovação e declaração, que, por seguinte, o mesmo será entregue ao Governo da província do Huambo que, em colaboração com o Ministério do Ambiente, vai tratar das questões de infra-estruturação e demais acções para uma maior dignificação da zona.

Deu a conhecer, ainda, que o Morro do Moco possui todas as condições exigidas para ser considerada área de conservação nacional, assim como a Serra do Pingano, na província do Uíge, e a Floresta do Kumbira, no Cuanza Sul, também seleccionadas.

No mesmo encontro, a chefe da secção dos Resíduos Sólidos do Gabinete do Urbanismo e Ambiente da província do Huambo, Suzana Capitia, enalteceu a iniciativa, ao referir que esta região do país ainda não possui uma área de reserva nacional.

Afirmou que o projecto do Morro do Moco vai viabilizar os desafios de desenvolvimento do sector ambiental, salientando, também, que vai permitir a implementação de outros projectos do sector ambiental e do turismo, no âmbito do programa do Governo local de promover o ecoturismo.

Frisou que, além do ponto mais alto do país, a província do Huambo possui outros lugares que podem ser classificadas como áreas de conservação natural, apontando, como exemplo, a barragem do Ngove, no município da Caála, pelo seu potencial hídrico, bem como o quarteirão da estufa-fria, na cidade do Huambo, pela sua fauna em termos de aves.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 31/10/2018 22:11:28

    Especialista destaca elevação do Morro do Moco à área de conservação nacional

    Huambo - A concretização do projecto de elevação do Morro do Moco à área de conservação Nacional vai trazer uma nova forma de tratar as questões ambientais na província do Huambo, considerou hoje, quarta-feira, o docente universitário e investigador em ciências da natureza, César Pakissi.

  • 18/10/2018 16:16:56

    Locais turísticos no Huambo aguardam por investimento privado

    Huambo - Os locais turísticos da província do Huambo aguardam por investimento privado, para que os mesmos possam ser explorados e contribuírem para a arrecadação de receitas para o tesouro nacional.

  • 31/07/2018 23:19:53

    Estudantes visitam Mupas do Rio Kuiva

    Caála - Mil e cento e trinta alunos das escolas do II ciclo dos municípios da Ecunha e Caála, província do Huambo, visitaram, hoje, o ponto turístico "Mupas do Rio Kuiva", para conhecer a sua dimensão histórica e estudar as suas potencialidades.