Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Turismo

21 Maio de 2019 | 20h15 - Actualizado em 22 Maio de 2019 | 10h26

Governo privatiza cinco hotéis

Luanda - Cinco hotéis de capitais públicos, situados nas províncias de Cabinda, Benguela, Huíla, Luanda e Namibe, vão ser privatizados, este ano, pelo Governo angolano, revelou hoje (terça-feira), na capital do país, a ministra da Hotelaria e Turismo, Ângela Bragança.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mesa do presidium da conferência de imprensa realizada pelo Ministério da Hotelaria e Turismo

Foto: Rosário dos Santos

Uma das cinco unidades hoteleiras, tuteladas pelo Instituto de Fomento Turístico (Infotur), servirá de hotel-escola para a formação de técnicos ligados ao sector.

Sobre o assunto, o secretário de Estado do Turismo, Alves Primo, disse à Angop, à margem de uma reunião sobre os preparativos do Fórum Mundial do Turismo (WTF), previsto para Luanda, de 23 a 25 de Maio, que os hotéis estão em funcionamento e já foram apresentados ao Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (Igape).

O Igape, segundo Alves Primo, é que procederá à venda dos hotéis, mediante uma avaliação de cada unidade.

Na reunião, que juntou jornalistas angolanos e estrangeiros e o Presidente do Fórum Mundial do Turismo, Bulut Bagci, Ângela Bragança afirmou que o objectivo do Governo angolano ao acolher o evento é atrair, além de turistas de lazer, investidores estrangeiros e grandes operadores mundiais.

Segundo a ministra do Turismo, Angola vai trabalhar com a WTF durante um período não inferior a cinco anos, com o objectivo de desenvolver a actividade turística, atrair investidores e promover a imagem do país. A dinamização do sector do Turismo é uma das alavancas para a diversificação da economia e insere-se nas prioridades do Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022.

Em relação às privatizações das unidades hoteleiras, o presidente da WTF, Bulut Bagci, disse que a notícia vai interessar as grandes marcas mundiais do turismo.

Investimento do fórum

No encontro, o presidente do WTF esclareceu que a organização prevê investir cerca de mil milhões de dólares no apoio ao desenvolvimento do turismo em Angola, enquanto durar a cooperação bilateral. A 12 do corrente mês, o ministério da Hotelaria e Turismo e o WTF assinaram um acordo de parceria.

Bulut disse que o WTF tem muito interesse em investir na Quiçama, por ser um lugar estratégico, e em Cabo Ledo. Sobre o Pólo de Desenvolvimento Turístico de Cabo Ledo, disse que a intenção é construir infra-estruturas turísticas que incluam campos de Golf.

O gestor da WTF deu a conhecer que a sua organização tem em carteira um projecto de investimento ligado ao Turismo no centro da cidade de Luanda e citou experiências do Dubai e de países como a Turquia, Espanha e África do Sul, que implementaram modelos de desenvolvimento turístico e tiveram sucesso.

Chamou a atenção para a necessidade do turismo ser visto, para além da construção de hotéis, na perspectiva da educação e treinamento do pessoal envolvido neste domínio.

O programa do Fórum Mundial do Turismo prevê, além de palestras e debates, visitas ao Pólo de Desenvolvimento Turístico de Calandula (Malanje), de Cabo Ledo (Luanda) e à província do Namibe, região que possui atractivos turísticos, tais como o parque do Yona, o deserto e a Welwitschia Mirabilis.

O Ministério do Turismo vai aproveitar o fórum para homenagear alguns operadores do sector, tendo em conta o seu contributo. De igual modo, a empresa Sodiam vai realizar um leilão de diamantes.

Dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) indicam que o sector turístico em Angola contribui com cerca de 3,5 por cento para o Produto Interno Bruto do país.

Luanda vai ser a segunda cidade africana a acolher o fórum, depois de Accra, capital do Ghana. O fórum já foi realizado na Turquia, Reino Unido, Qatar, EUA e Emirados Árabes Unidos  (Dubai).

Assuntos Hotéis  

Leia também
  • 12/02/2017 12:20:15

    Cabinda: Província tem nova unidade hoteleira

    Cabinda - A cidade de Cabinda conta desde sábado com uma nova unidade hoteleira de três estrelas denominado “Executivo Paraíso Hotel” inaugurado no âmbito dos festejos do 4 de Fevereiro, data do início da Luta de Libertação Nacional.

  • 17/01/2017 22:23:00

    Benguela: Catengue vai ganhar novo empreendimento turístico

    Caimbambo - Um empreendimento turístico, orçado em um milhão e quinhentos mil dólares norte-americanos, está em construção na localidade do Mundombe, comuna de Catengue, município de Caimbambo, em Benguela, no âmbito da expansão da rede hoteleira local.

  • 22/08/2016 14:40:00

    Sobe taxa de ocupação nas unidades hoteleiras da Huíla

    Lubango - A taxa de ocupação nas unidades hoteleiras na província da Huíla subiu de 30 para 50 porcento, este mês, motivado pelas festas da Senhora do Monte, numa província com mais de duas mil camas, informou hoje (segunda-feira), o chefe do Departamento de Hotelaria e Turismo, João Silvestre.