Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Turismo

01 Fevereiro de 2020 | 20h53 - Actualizado em 01 Fevereiro de 2020 | 20h52

Responsável manifesta abertura ao investimento privado

Huambo - O director do Gabinete da Cultura, Turismo e Juventude e Desportos no Huambo, Jeremias Piedade, realçou este sábado, na região, a abertura da mesma aos empresários nacionais e estrangeiros que queiram investir no potencial turístico local.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O responsável manifestou este posicionamento no final de um encontro que a  governadora da província, Joana Lina, manteve com um grupo de 250 turistas da África do Sul, Botsuana, Namíbia, Zimbabwe, assim como nacionais, que estão a percorre, de motorizada, parte dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Referiu que a província está aberta ao turismo e ao investimento privado, tendo em conta a promoção do desenvolvimento económico-social que se pretende para a região do planalto central e a melhoria do bem-estar dos dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, na sua maioria camponeses, que faz das potencialidades agro-pecuárias e turísticas, a principal fonte de rendimento.

Neste sentido, Jeremias Piedade referiu que a presença dos turistas da região da SADC, incluindo brasileiros residentes na África do Sul, constitui uma excelente oportunidade para a divulgação das potencialidades que a província possui, impulsionando, deste modo, a captação do investimento privado.

“Esta visita reforça, inequivocamente, o intercâmbio com a Região da SADC, além ser igualmente uma montra para que, num futuro muito breve, os mesmos possam voltar à província para investir em vários domínios”, enfatizou.

A comitiva encontra-se nesta região desde sexta-feira e deslocou-se, no período da manhã, à capela da Nossa Senhora do Monte, no município da Caála, partindo este domingo para a vizinha província de Benguela.

Localizada no Planalto Central de Angola, a província do Huambo, com uma extensão territorial de 35.771 quilómetros quadros, que perfazem 11 municípios e 37 comunas, conta com um total de 116 pontos de interesses turísticos catalogados, dentre os quais o ponto mais alto do país (Morro do Môco), por sinal uma das Sete Maravilhas do país.

Ela é essencialmente voltada para à área de extracção mineral e agro-pecuária, que representa 76 por cento da actividade económica da província.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 24/08/2019 12:27:02

    IDF prepara mais de oito mil árvores para plantação na época chuvosa

    Huambo - Oito mil e 600 árvores diversas, entre eucalipto, pinheiro, cedro e casuarina, estão disponíveis nos viveiros do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) da província do Huambo, para serem plantadas na época chuvosa.

  • 01/08/2019 10:19:09

    Autoridades do Londuimbali apostam no fomento turístico

    Huambo - A reabilitação das vias de acesso ao Morro do Moco, o ponto mais alto do país, com dois mil e 620 metros, bem como a implementação, neste mesmo local, de vários equipamentos sociais para torná-lo mais atractivo, figuram entre as principais acções da administração municipal do Londuimbali, âmbito do Programa Integrado de Desenvolvimento dos Município (PIIM).

  • 30/07/2019 12:23:35

    Degradação das vias condiciona exploração dos pontos turísticos

    Caála - A exploração dos principais pontos turísticos do município da Caála, 23 quilómetros da cidade do Huambo, está condicionada devido a degradação avançado das vias de acesso, disse esta segunda-feira à ANGOP a directora local das actividades económicas, Amélia Chivela.