Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Discursos dos Presidentes » Discurso no encerramento do Fórum em Ciências do Desporto

Discurso no encerramento do Fórum em Ciências do Desporto

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

29/08/2013 - Discurso pronunciado pelo Presidente José Eduardo dos Santos, na sessão de encerramento do Fórum em Ciências do Desporto Aplicadas ao Futebol

SENHOR

VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

SENHOR

PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL,

SENHOR

PRESIDENTE DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL,

SENHOR

MINISTRO DA JUVENTUDE E DESPORTOS,

SENHOR

DR. JOSÉ LUÍS GARRIDO

GESTOR DA ACADEMIA DE FUTEBOL DE ANGOLA,

ILUSTRES PARTICIPANTES DO FÓRUM EM CIÊNCIAS

DO DESPORTO APLICADO AO FUTEBOL,

CAROS CONVIDADOS,

MINHAS SENHORAS E MEUS SENHORES,

Há precisamente dezassete anos, a 25 de Agosto de 1996, fundamos a Escola de Futebol do Município da Samba, que em Abril de 2008 foi transformada em Academia de Futebol de Angola “AFA” com o propósito de formar, fomentar, promover, organizar e divulgar talentos, no domínio do desporto, especialmente na modalidade de futebol, sem qualquer fim lucrativo.

Hoje, estamos aqui a proceder à cerimónia de encerramento deste magno Fórum em Ciências do Desporto Aplicadas ao Futebol, que durante dois dias debateu em profundidade questões atinentes ao futebol nas vertentes metodológica, organizativa, competitiva, tecnológica, clínica, educativa e até sociológica que em muito vai contribuir para o desenvolvimento e  consolidação da nossa Academia.

Amanhã terá lugar a inauguração do Complexo Desportivo da Academia de Futebol de Angola.

Este Complexo tem uma estrutura moderna dotada de excelentes condições técnicas e materiais para a recreação de crianças e a formação de jovens talentos capazes de contribuir para o engrandecimento do futebol nacional tanto ao nível dos clubes, como da Selecção Nacional nos seus diferentes escalões.

A médio prazo, a Academia pretende, no âmbito da sua estratégia de desenvolvimento, formar talentos que possam fazer carreira no futebol profissional, nacional e internacional, podendo integrar as grandes equipas dos principais campeonatos do mundo.

Estes objectivos são ambiciosos, mas realizáveis se soubermos rentabilizar e gerir as condições de que dispomos do ponto de vista das infra-estruturas técnicas e humanas e continuarmos a aperfeiçoa-las.

Neste contexto, ganha uma relevância particular a acção de recrutamento com vista a detectar e seleccionar os jovens talentosos que o país tem por causa do seu grande potencial na área do desporto.

Para o efeito, devemos estabelecer a nível nacional e internacional, com Clubes e Escolas de Futebol, Acordos e Protocolos de Cooperação nas áreas de formação e intercâmbio de quadros e de jovens atletas dotados que aqui podem evoluir e revelar as suas qualidades.

Neste quadro a Academia poderá ter representações em qualquer parte do território nacional ou no estrangeiro, assim como apoiar a profissionalização de equipas, constituir sociedades desportivas, fomentar e promover escolas de futebol ou de qualquer outro tipo de recreação desportiva.

Temos consciência de que o desporto, o futebol em particular, afirma-se nos nossos dias como um dos fenómenos mais importantes do mundo contemporâneo.

O futebol transformou-se numa grande indústria que movimenta milhões de pessoas e enormes recursos financeiros, tendo um extraordinário impacto na vida das sociedades,  englobando uma grande diversidade de interesses de natureza política, económica e social e ocupando largos espaços no domínio da comunicação social.

Neste sentido, os participantes neste Fórum concluíram que a prática do desporto institucionalizado está a evoluir com assinalável relevância em todos os seus quadrantes, tais como:

  • Na investigação científica;
  • Na formação de técnicos especializados;
  • Nas instituições vocacionadas para a sua implementação e organização;
  • No planeamento médico e jurídico;
  • No progressivo empenhamento dos responsáveis e praticantes na sua valorização.

Ilustres Participantes,

Caros convidados,

Na realidade, os objectivos que esta Academia se propõe atingir estão alinhados com o Plano Nacional de Desenvolvimento da República de Angola para o período 2013-2017, que preconiza no domínio dos desportos promover a generalização da prática desportiva nas diferentes camadas da população, em particular nos jovens e nas mulheres, dando especial atenção ao desporto escolar.

O referido Plano de Desenvolvimento estabelece como prioridades o seguinte:

  1. Apostar na Juventude, reconhecendo-a como o maior potencial do desenvolvimento e da reconstrução do país;
  1. Desenvolver e coordenar a actividade desportiva na vertente de alto rendimento bem como apoiar, de forma sustentável o aumento de praticantes de modalidades com resultados de excelência a nível internacional;
  1. Promover a prospecção e retenção de novos talentos no domínio do desporto;
  1. Reforçar os mecanismos de articulação entre o desporto escolar e o de alta competição.

Encara-se assim a educação física e o desporto,  de um modo geral, como sendo fundamental para a formação do homem, para a manutenção da sua saúde e para promover a qualidade de vida dos cidadãos e que, por isso,  deve ser ministrado e acompanhado por profissionais devidamente formados em motricidade humana.

Encara-se também o desporto como um meio privilegiado de socialização da criança, do adolescente e do jovem, completando assim o papel da Escola para valorizar o convívio, a confraternização, a amizade e assimilação das normas da boa educação e o respeito ao próximo.

O desporto pode ser igualmente uma via para a reintegração social de crianças e jovens sem amparo e orientação familiar.

A componente moral, educativa e cívica  não pode ser descurada durante a formação do jovem atleta, destacando-se dentre outros, valores como o entusiasmo, a cooperação, a lealdade, o espírito de equipa, o auto-controlo, a iniciativa, a habilidade, a firmeza de carácter, a atitude positiva e construtiva e a auto-confiança.

Em suma, todos devem compreender que as vitórias na vida, tal como no desporto, só se obtêm através do trabalho árduo, do inconformismo permanente e da paciência e perseverança.

Minhas Senhoras e meus Senhores,

Antes de terminar, deixo aqui uma palavra de apreço e de agradecimento a todos quantos participaram deste Fórum e contribuíram para o seu sucesso.

Dirijo igualmente uma palavra de apreço ao Profº Inguila e ao Senhor Cata que desde o início trabalharam comigo com abnegação na concretização deste projecto.

Ao Dr. José Luís Garrido e ao Dr. António Cortez o meu reconhecimento pela assistência técnica valiosa que nos prestaram para aperfeiçoar o projecto da AFA e torná-lo agora realidade!

Muito obrigado!