Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Discursos dos Presidentes » Discurso do PR por ocasião da visita oficial do PR de Cabo Verde

Discurso do PR por ocasião da visita oficial do PR de Cabo Verde

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

05/06/2014 - Discurso do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, Angola-Cabo Verde Por ocasião da visita oficial Primeiro-Ministro da República de Cabo Verde JOSÉ MARIA NEVES. Luanda, 5 de Junho de 2014


SENHOR PRIMEIRO-MINISTRO DA REPÚBLICA DE CABO VERDE,
SENHORES MEMBROS DAS DELEGAÇÕES ANGOLANA E CABO-VERDIANA,
MINHAS SENHORAS E MEUS SENHORES,

05 Junho de 2014 |
Discurso do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, Angola-Cabo Verde
POR OCASIÃO DA VISITA OFICIAL DO PRIMEIRO-MINISTRO DA REPÚBLICA DE CABO VERDE, JOSÉ MARIA NEVES. Luanda, 5 de Junho de 2014

SENHOR PRIMEIRO-MINISTRO DA REPÚBLICA DE CABO VERDE,
SENHORES MEMBROS DAS DELEGAÇÕES ANGOLANA E CABO-VERDIANA,
MINHAS SENHORAS E MEUS SENHORES,

É com muita satisfação que o volto a receber em Luanda, desta vez acompanhado por uma numerosa delegação de políticos e de empresários cabo-verdianos.
A todos dirijo uma saudação especial, em nome do Povo e do Governo angolano, desejando que esta visita contribua para fortalecer ainda mais os laços históricos que nos unem, assentes na amizade, na consanguinidade e na língua comum.
Nas horas mais difíceis da nossa história, os nossos países souberam sempre partilhar sacrifícios e expressar de forma inequívoca a sua solidariedade um ao outro, cientes de que os nossos destinos se encontram ligados e de que a felicidade e o bem-estar dos nossos povos são também indissociáveis.
Hoje, quando ambos os países vivem uma situação de paz, estabilidade social e desenvolvimento económico, devemos ser consequentes e dar maior consistência aos laços privilegiados que nos unem, reforçando a nossa cooperação em todos os níveis, com vantagens recíprocas.
O nosso Acordo Geral de Cooperação tem mais de uma década e meia e a Comissão Mista Bilateral Angola-Cabo Verde, aproveitando a complementaridade das nossas economias, tem estado a estudar os vários sectores de actividade e as variadas áreas em que poderemos perspectivar novas oportunidades de negócios.
Para além da banca, dos combustíveis e das telecomunicações, onde já se regista uma crescente cooperação, podemos analisar o interesse manifesto de Cabo Verde em alargar essa cooperação aos sectores das finanças, do turismo, dos transportes marítimos e aéreos, dos serviços aeroportuários, das pescas, da agricultura, das energias renováveis,  e das tecnologias da informação.  
Angola sempre teve em alta consideração a forma como Cabo Verde superou com êxito o estatuto de país inviável que lhe atribuíam, transformando-se num país estável, com um processo democrático exemplar e um bom desempenho da sua economia, graças em especial à acção desenvolvida pelo Senhor Primeiro-Ministro desde que assumiu o poder em 2001.
Angola está assim disponível, na medida das suas possibilidades, para contribuir para o desenvolvimento de Cabo Verde através de investimentos directos e do estabelecimento de parcerias entre empresários angolanos e cabo-verdianos.
Cabo Verde representa uma plataforma estratégica entre a África, a Europa e a América, entre o Atlântico Norte e o Atlântico Sul, e pode por essa razão facilitar a mobilidade e a permuta de negócios e serviços entre esses três continentes.
Tem igualmente uma posição privilegiada para participar nos esforços para garantir a segurança da navegação pela costa ocidental de África.
Essas são razões adicionais para que seja do nosso maior interesse aprofundar as nossas relações e espero que esta sua visita seja mais um factor de redinamização de todos os acordos já assinados e também de definição de uma cada vez mais ampla cooperação, no interesse superior dos nossos dois povos irmãos.
Renovo os meus votos de boas-vindas e de boa estadia, a si e à  delegação que o acompanha, e espero que os nossos trabalhos tenham êxito.
Muito Obrigado!