Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Huila

Huíla

Ponto forte no ecoturismo no meio de maravilhas da natureza. A Serra da Leba e as fendas de Tundavala são os seus cartões de visita.

Huíla

Pontos naturais e históricos

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

 Fenda da Tundavala

Fenda da Tundavala

Foto: AIB Kostadin

A província da Huíla tem um enorme potencial turístico em geral: como:

Fendas de Tundavala

Estas fendas monumentais proporcionam ao visitante um espectáculo fascinante avistado da parte alta do Lubango.

 

Serra da Leba  

Descortina-se no percurso para o Namibe. A estrada acompanha o "zigue-zague" da serra e faz lembrar uma serpente, e é, sem dúvida, um dos postais da província e do país.

 

Miradouro da Boca da Humpata

Fica a caminho do Namibe.

 

Fenda do Alto Bambi

Barragem das Neves.

 

Cristo Rei

Localiza-se na Ponta do Lubango. Levou 5 anos a ser concluído, sendo inaugurado em 1950. Aqui existe um miradouro, donde se pode ver a cidade do Lubango.

 

Antigo Palácio do Governo

Construído em 1887 alberga hoje em dia o Governo Provincial.

 

Em termos de arquitectura religiosa há a mencionar a Catedral da Sé, situada no centro do Lubango que data de 1939 e a Igreja da Missão da Huíla, datada de 1880, é uma das mais antigas da província, a Igreja de Tchivinguiro de 1892 e a Igreja de Quihita de 1894.

 

Barracões

Aqui se abrigavam os fundadores da cidade, e onde se encontram hoje enterrados os fundadores da Huíla, construído entre 1884 e 1885.

 

Parque Nacional do Bicuar  

Foi estabelecido como reserva de caça em 1938 e transformado em parque nacional em 1964 a fim de preservar espécies existentes na zona de entre as quais se destacam: elefantes, leões, palancas e búfalos.

 

Reserva Florestal de Guelengue e Dongo  

Tem uma extensão de 1.200 km2 e é limitada pelos rios Chicusse, Cunene, Cusso, Cussava e Chissanda. Nestas reservas de savanas e miombos existem várias construções religiosas e fortificações históricas, algumas datadas do séc.XVII.

 

Antiga Estação do Caminho-de-Ferro  

Construída entre 1905 e 1923 é um local de interesse turístico (arquitectuta colonial), assim como o edifício Hamilton Lopes que data de 1895.

 

Fortaleza de Caconda  

Esta fortificação foi construída em 1682 e é o mais antigo monumento do património histórico da Huíla. 

 

Há ainda uma série de edifícios típicos de arquitectura colonial que importa mencionar como o da Escola Mandume (ex Liceu Diogo Cão), Colégio Paula Franssinete construído pelas irmãs Doroteias em 1938, Escola Tchivinguiro, assim como a casa Família Almeida.