Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

21 Maio de 2019 | 23h10 - Actualizado em 21 Maio de 2019 | 22h22

Especialistas querem reforço da investigação sobre biodiversidade

Luanda - Os participantes na conferência sobre a "biodiversidade de Angola" concluíram, nesta terça-feira, em Luanda, a necessidade do reforço da investigação sobre a biodiversidade no país, como forma de se potenciar a sociedade com informações relativas ao ecossistema angolano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Falando em nome da Fundação Kissama, o ambientalista Valdimir Russo, sublinhou a necessidade de se continuar a trabalhar com o propósito de se dar passos concretos para uma melhor gestão da biodiversidade

Segundo o especialista, o país é bastante rico em termos de biodiversidade  pelo que se deve aprofundar as acções de descoberta, investigação e divulgação da fauna e flora do país.

Realçou que as informações recolhidas e com projectos de investigação será possível se incrementar as acções de conservação da biodiversidade angolana.


Durante a conferência, a Fundação  Kissama lançou uma obra científica sobre a biodiversidade angolana, no qual retrata aspectos importantes sobre a fauna, flora, faunisticos, marinhos, florísticos e áreas de conservação a nível do País.

A obra conta com 703 paginas, 20 capítulos, cada um dos quais identifica investigações feitas por uma geração emergente de cientistas da biodiversidade e profissionais de conservação angolana.

 

Assuntos Biodiversidade  

Leia também
  • 21/05/2019 22:43:51

    Angola e Portugal assinam memorando na área da biodiversidade

    Luanda - Um memorando de entendimento para fomentar, coordenar e orientar a investigação científica na área de biodiversidade, através das universidades do país, foi assinado, nesta terça-feira, em Luanda, pelo Instituto Nacional de Biodiversidade e Áreas de Conservação do Ministério do Ambiente (INBAC) e o Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos de Portugal (CIBIO).

  • 21/05/2019 21:20:24

    Registadas 72 mil ocorrências de biodiversidade

    Luanda - Setenta e dois mil registos de ocorrências de espécies de biodiversidade terrestre e marinha são publicados por instituições públicas angolanas, através do Sistema Global de Informação sobre Biodiversidade.

  • 21/05/2019 21:18:12

    Angola quer biodiversidade na lista da Unesco

    Luanda - O secretário de Estado do Ambiente, Joaquim Lourenço Manuel, disse, nesta terça-feira, em Luanda, estarem a trabalhar para a inscrição do de áreas do ecossistema angolano na lista do património da Organização das Nações Unidades para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).