Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

19 Agosto de 2019 | 13h27 - Actualizado em 19 Agosto de 2019 | 16h06

Suíça: Angola impede tráfico de escamas de pangolim

Genebra (Do enviado especial) - Uma tonelada e meia de escamas de pangolim foram confiscadas, em 2018, em Angola, evitando-se assim a sua exportação ilegal por cidadãos nacionais e estrangeiros para o continente asiático.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Os pangolins são mamíferos da ordem Pholidota que vivem em zonas tropicais da Ásia e de África. Há oito espécies diferentes de pangolim: pangolim chinês, pangolim malaio, pangolim do cabo, pangolim filipino, pangolim-da-barriga-branca, pangolim indiano, pangolim-gigante-terrestre, pangolim da barriga preta, as únicas representantes da família Manidae e ordem Pholidota.

Este animal, que adopta uma forma enrolada, semelhante à do ouriço-cacheiro, quando ameaçado, tem o corpo coberto de escamas.

Sem avançar os números desta espécie correspondente a quantidade de escamas apreendidas, o ponto focal da Convenção sobre Comércio Ilegal e Espécies da Fauna e Flora Selvagem (CITES) em Angola, Albertina Nzuzi, referiu que trabalhos com as autoridades afins continuam a ser levados a cabo para desincentivar a caça e o tráfico da sua escama e o animal.

Falando à Angop, após os trabalhos de grupo relativamente a esta espécie, na 18ª Conferência  das Partes sobre CITES, avançou que, das oito espécies de pangolin existentes no mundo, três estão localizadas em Angola, distribuídos entre pangolim de floresta e de savana.

A espécie, o pangolim encontra-se no Anexo I da CITES, visto  estar em vias de extinção. O comércio ilegal de espécimes da vida selvagem da espécie põe em risco o património natural e a soberania do país, por estar ligado ao branqueamento de capitais, segundo o ponto focal.

De acordo com a especialista, os países asiáticos fazem uso da escama de pangolin para fins medicinais.

Outros chegam a consumir a carne deste animal por consideram ter substâncias que rejuvenesce a pele humana.

O relatório relacionado à espécie apresentado na COP18 faz menção que o tráfico de pangolim é uma ameaça com grandes convulsões em andamento. Uma apreensão recorde em Singapura aponta o confisco de cerca de 13 toneladas de balanças de escamas, em Abril de 2019 (correspondendo a 17 mil pangolins) que teve origem em Abril,  na Nigéria, e destinado ao Vietnam.

Em Janeiro  de 2019, uma remessa da Nigéria para o Vietnam, com 13 mil pangolis foi apreendida em Hong Kong. De Outubro de 2018 a 30 de Janeiro de  2019, as apreensões no Vietnam totalizaram quase dez toneladas, de acordo com documentos a que a Angop teve acesso.

O tráfico de pangolins é considerável a escala industrial para países como a China Hong Kong, Tailândia e Nigéria.

As suas escamas são traficadas para serem utilizadas como afrodisíaco.

Ultimamente, o pangolim tem sido personagem de várias atracções de TV, como a série Pokémon (através dos personagens Pokémon Sandslash e Sandshrew) e o comercial do canal Animal Planet, no bloco "Facto ou Ficção" do programa "Criaturas Esquisitas".

Assuntos Angola  

Leia também
  • 16/08/2019 08:09:31

    Angola em Genebra para a COP18

    Luanda - Uma delegação multisectorial chefiada pela ministra do Ambiente, Paula Francisco, seguiu quinta-feira, à Genebra, Suíça, para participar na 18ª Conferência das Partes sobre Comércio Internacional de Espécies da flora e da fauna ameaçadas de Extinção em Perigo de Extinção (COP18).

  • 14/08/2019 09:01:01

    Criada plataforma sobre alterações climáticas

    Luanda - Os participantes ao Fórum de Diálogo de Organizações da Sociedade Civil da SADC sobre ambiente criaram, na terça-feira, em Luanda, uma plataforma como ponto focal entre a sociedade civil desta região e as autoridades nacionais, regionais a nível da SADC e a União Africana sobre as alterações climáticas.

  • 12/08/2019 15:27:17

    SADC apresenta "Grande Muralha Verde"

    Luanda - Um projecto ambiental, designado "Grande Muralha Verde", a ser implementado na África Austral, foi apresentado, nesta segunda-feira, em Luanda, durante o Fórum de Diálogo de Organizações da Sociedade Civil da SADC.