Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

21 Agosto de 2000 | 18h49

-

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda, 21/08 - O treinador luso-caboverdiano Carlos Alhinho confirmou hoje o seu afastamento do comando das selecções nacionais de futebol, frisando que não havia mais condições para continuar devido aos salários em atraso.

"Confirmo o meu afastamento da selecção angolana por não haver mais condições para continuar devido ao atraso de seis meses nopagamento dos ordenados", afirmou Carlos Alhinho, que se escusou a adiantar mais pormenores.

O ex-seleccionador nacional remeteu mais esclarecimentos para uma conferência de imprensa que pretende realizar "em dataoportuna", mas frisou que considera "ser justo" que a federação angolana lhe pague os salários em atraso, alegando que venceu oitodos seis jogos em que comandou a equipa nacional.

Carlos Alhinho, que já tinha assumido o cargo de seleccionador nacional de Angola, entre 1994 e 1996, altura em que levou aselecção nacional a fase final da Taça de África das Nações (Can), regressou ao comando da selecção no final de Fevereiro deste ano, como responsável pelas equipas "A", sub-20 e sub-23.

No primeiro jogo que disputou sob a sua orientação, a selecção principal de Angola venceu por 1-0 a Swazilandia, num jogo disputado em "casa" do adversário, a contar para a primeira "mão" da fase preliminar de qualificação para o mundial de futebol de 2002.

Na segunda "mão", disputada a 23 de Abril, em Luanda, a equipa nacional goleou a Swazilandia por 7-1, garantindo a presença na fase de qualificação do mundial de 2002.

No primeiro jogo desta fase de qualificação, disputado a 18 deJunho, Angola venceu a Zâmbia por 2-1, tendo depois perdido o segundo jogo, frente aos Camarões, por 3-0.

A segunda derrota da selecção angolana liderada por Carlos Alhinho ocorreu a 23 de Julho, quando perdeu com o Lesotho por 2-1 na meia-final da taça Cosafa, trofeu de que é a actual detentora.

Mais recentemente, a selecção angolana de sub-20 foi derrotada por 2-1 pela Swazilandia, num resultado que não entrou na"contabilidade" de Carlos Alhinho, que apenas referiu os oito jogos em que liderou as selecções principal e de sub-23.