Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Novembro de 2019 | 17h28 - Actualizado em 08 Novembro de 2019 | 16h36

Administração do Hoji ya Henda reúne-se com comerciantes

Luanda - A administração do distrito do Hoji ya Henda, município do Cazenga, em Luanda, reuniu-se hoje (quinta-feira) com os comerciantes locais para traçar medidas que visam conter os furtos, circulação de moeda falsa e a subida dos preços na quadra festiva.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O encontro teve também como objectivo  traçar políticas para impedir a exposição de produtos na via pública, venda desordenada, analisar a arrecadação de taxas e impostos, em uma das maiores áreas comerciais de Luanda.

Falando à imprensa, a administradora do Hoji ya Henda, Branca Nunes, disse ser fundamental trabalhar com os comerciantes para elaborar o plano de comercialização dos produtos,  numa altura em que se avizinha a quadra festiva.

Sublinhou que neste período,  o distrito é muito visitado, aumentando os índices de crimes, com destaque para os furtos, e circulação de moeda falsa, quer os  kwanzas, dólares como os euros.

O encontro serviu também, segundo a responsável, para alertar os comerciantes sobre o acondicionamento dos resíduos sólidos, a intenção de acabar com a venda nas ruas, que dificultam a circulação rodoviária.

Para o comerciante maliano, Câmara Amadó, é inevitável a especulação de preço nos mercados, pois tem haver com a instabilidade cambial em Angola.

Segundo Câmara Amadó, os comerciantes tem despesas com os  funcionários, arrendamento dos imóveis por pagar e outras preocupações que os obriga a obter divisas.

 

Leia também
  • 06/11/2019 18:59:06

    Aberto inquérito sobre desvio de milhões do Fundo Coca-cola

    Icolo e Bengo - Um inquérito para apurar o desvio de 332 milhões de kwanzas concedidos pelo Fundo Coca-cola para realização de projectos sociais na comuna de Caculo Canhango, decorre no município de Icolo e Bengo, em Luanda.

  • 04/11/2019 19:23:32

    Cooperativas de pescadores denunciam vandalismo em Calumbo

    Luanda - Responsáveis das cooperativas de pescadores da comuna de Calumbo, no município de Viana, em Luanda, denunciaram a existência de cidadãos, nacionais e estrangeiros, que vandalizam e destroem a fauna das lagoas naquela localidade.

  • 04/11/2019 18:27:39

    Tribunal de Contas capacita quadros

    Luanda - A juíza presidente do Tribunal de Contas de Angola (TCA), Exalgina Gambôa, afirmou hoje (segunda-feira), que as "Oficinas de Análise Orçamental" vão trazer novas valências técnicas aos quadros da instituição e maior domínio sobre as rubricas orçamentais.