Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

19 Novembro de 2019 | 13h52 - Actualizado em 19 Novembro de 2019 | 16h40

Angola conta com Espanha para diversificar economia

Luanda - Angola poderá contar com o apoio da Espanha no processo de diversificação da economia e entrar para lista de países africanos exportadores de produtos agrícolas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

De acordo com o director Nacional do Comércio Externo, Lukonde Luansi, que falava hoje durante a Conferência Agro-industrial e Apícola Angola-Espanha 2019, o apoio espanhol permitirá ao país sair gradual e progressivamente da mono dependência do petróleo, tendo em conta a potencialidade que o sector possui.

Referiu que para dar respostas a parcerias internacionais, o Executivo lançou um vasto programa de reformas políticas económicas e social, com vista a melhorar o ambiente de negócios, simplificar e desburocratizar os procedimentos relacionados com as importações e exportações, assim como atingir o investimento privado.

Neste contexto, adoptou uma nova política de concessão de vistos e está a estudar a melhor forma de redução de custos para facilitar o comércio sem pôr em desequilíbrio as receitas públicas.

“O país beneficia de acesso preferencial em muitos mercados sem direitos aduaneiros e nem contingentes (duty free, quota free), dos quais o da União Europeia através da iniciativa (tudo menos armas)”, disse.

Para o responsável, muitas vezes os produtos angolanos não conseguem tirar proveito desta vantagem devido às barreiras não tarifárias e aos obstáculos técnicos ao comércio, tais como as regras de origem, as normas técnicas e as medidas sanitárias e fitossanitárias.

Segundo o director, estes constrangimentos poderão ser ultrapassados através de parceria empresarial capaz de proporcionar e potenciar as cadeias de valor no desenvolvimento de projectos conjuntos no sector de agro-indústria.

Na ocasião, o embaixador de Espanha em Angola, Manuel Hernández Rui Gomez, referiu que o seu país está presente em Angola desde os anos 70 e as suas empresas sempre acompanharam este processo de crescimento e dinâmica económica, que atingiu um volume de negócios de quatro mil milhões e 67 milhões 342 mil dólares, no período de 2015 – 2018.

A Espanha tem a sua presença nas barragens de Laúca, Cambambe e Capanda.

No sector das Tecnologias de Comunicações e Informação (TIC), com Angola Telecom, no Plano Nacional de Geologia do Ministério dos Petróleos e Recursos Minerais, no Porto de Luanda, no sector da saúde, marítimo, electricidade, bem como em algumas obras especiais, Assembleia Nacional.


 

Assuntos Cooperação   Economia  

Leia também
  • 19/11/2019 13:41:43

    Integridade do procedimento de contratação pública preocupa SNCP

    Luanda - A integridade do procedimento de contratação e a conduta dos intervenientes da contratação pública constam das principais preocupações do Serviço Nacional de Contratação Pública (SNCP), afecte ao ministério das Finanças.

  • 18/11/2019 19:58:24

    ENDE lidera lista das mais reclamadas em Outubro

    Luanda - Das três companhias mais reclamadas no mês de Outubro, a Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE) foi a que mais reclamações teve dos seus clientes, soube hoje a Angop.

  • 18/11/2019 19:22:43

    Bancos aprovam 13 projectos do PAC

    Luanda - Os bancos comerciais, que subscreveram o Programa de Governo de Apoio ao Crédito (PAC), aprovaram já o financiamento de 13 dos 89 projectos em análise, que os empresários nacionais submeteram às instituições financeiras.