Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

21 Agosto de 2019 | 18h56 - Actualizado em 22 Agosto de 2019 | 09h11

Cooperativa quer comprar gado afectado pela seca

Lubango - Fazendeiros filiados à Cooperativa de Criadores de Gado do Sul de Angola (CCGSA) vão comprar, dos criadores tradicionais, o gado que corre risco de morrer devido à seca, num projecto que arranca no próximo mês.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Luís Gata - secretário-geral da CCGSA

Foto: Morais Silva

O objectivo é não só evitar perdas por parte dos criadores autóctones, mas também recuperar o porte físico desses animais, na sua maior parte já debilitados e introduzi-los nas fileiras da carne, ou seja, em matadouros.

A informação foi avançada à Angop hoje, nesta cidade pelo director-geral da CCGSA, Luís Gata, referindo que o projecto vai igualmente diminuir os prejuízos enfrentados pelos criadores, como a ocorrência de diversas doenças, a transumância e mortes.

O gestor disse que estão já mobilizados recursos financeiros para começar com a compra de mil cabeças, tendo já havido um prévio contacto com os criadores tradicionais, que alinharam na estratégia.

Declarou que a ideia é do Ministério da Agricultura, que “confrontou” a cooperativa há três meses, com vista intervir na compra do gado que estivesse a passar dificuldades em locais afectados pela seca e acumulá-los em fazendas onde existem melhores condições de alimentação.

Acrescentou que a parceria ditada inicialmente pelo ministério de tutela com a cooperativa mereceu ajustes, tendo se decidido criar um consórcio integrado somente por criadores que injectaram algum valor ao programa.

Salientou que não existe um valor estipulado para cada membro do consórcio, vai depender da capacidade de cada um e a cooperativa vai contribuir, com a constituição de um grupo técnico para fazer o acompanhamento da compra, transporte e sanidade dos animais, o que vai evoluir para o abate, uma carne a ser comercializada com o selo da CCGSA.

Sublinhou ser um projecto que abrangerá as províncias do Namibe, onde será lançado, Huíla, Cunene e Cuando Cubango.

Só na Huíla, mais de quatro mil cabeças de gado morreram, no presente ano, por consequência da falta de água, provocada pela seca e mais de 300 mil cabeças de gado encontram-se em situação de risco.

Leia também
  • 20/08/2019 20:21:43

    Feira Agro-pecuária leiloa 350 bovinos

    Lubango - Trezentas e 50 cabeças de gado bovino foram leiloadas em duas sessões durante a 16ª Feira Agro-pecuária da Huíla, promovida pela Cooperativa de Criadores de Gado do Sul de Angola (CCGSA), entre os dias 10 e 17 deste mês, na cidade do Lubango, 168 a mais que na edição anterior.

  • 19/08/2019 17:10:30

    Mais de mil viaturas licenciadas para serviço de táxi

    Lubango - Mil e 269 viaturas foram licenciadas para o serviço de táxi, entre Agosto de 2018 até a presente data, na província da Huíla, pelo gabinete dos Transportes, Tráfego e Mobilidade Urbana, mais 858 em relação ao ano de 2017.

  • 15/08/2019 16:27:11

    Expo-Huíla proporciona dois mil novos empregos aos jovens

    Lubango - Dois mil jovens beneficiam de empregos temporários na vigésima sétima edição da Expo-Huíla, que decorre de 14 a 18 deste mês, na cidade do Lubango, província da Huíla, sob o lema "Juntos para um futuro melhor".