Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

29 Outubro de 2019 | 14h15 - Actualizado em 29 Outubro de 2019 | 15h23

Angola busca investimentos no fórum comercial China-Africa

Luanda - Quarenta e três empresas do sector público e privado vão expor na feira e no primeiro fórum de cooperação económica e comercial China-Africa, com vista captar investimentos e assegurar novas oportunidades e potencialidades de inovações do mercado, anunciou hoje o coordenador da câmara de Comércio Angola China, Adulai Baldé.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à Angop, o responsável disse que na feira, que se realiza de 10 a 14 de Novembro, serão expostos produtos como a banana, café, mel, óleo de palma, produtos de pesca, bebidas alcoólicas e não alcoólicas, madeira, serviços, bens culturais e turísticos.

De acordo com o responsável, o fórum visa também promover e atrair investimentos privados para desenvolver os sectores do agro-negócio e ecoturismo nos dois países.

Sublinhou que os empresários angolanos têm o desafio de diversificar a economia, aumentar os bens a exportar e consequentemente diversificar as fontes de recursos necessários ao desiderato do desenvolvimento económico e social sustentado.

“Vamos mostrar as novas potencialidades angolanas para que sejam enquadradas no grupo de exportação num curto espaço de tempo, com a evolução do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (Prodesi) e, com isso, alcançar novas parcerias”, frisou.

A câmara, disse, pretende com mais essa participação no fórum continuar a procurar parceiros que queiram partilhar com os angolanos conhecimento, avanços tecnológicos e recursos financeiros, para que o país possa explorar a imensidão de recursos disponíveis, e  transformá-los em riqueza real.

A par fórum, Angola participa ainda da Expo-Shangai, em que estará presente uma empresa de bebidas.

De acordo com o responsável, desloca-se a Shangai uma delegação de 120 pessoas, dos quais, 43 empresários e entidades ministeriais.

A República Popular da China é a segunda maior economia do mundo. É  a nação com maior crescimento económico dos últimos 25 anos, com uma média do crescimento do PIB estimada em 10 porcento por ano.

Nos primeiros sete meses do ano transacto, as trocas entre Angola e a China totalizaram 15,82 mil milhões de dólares, uma alta anual de 18,28 por cento, de acordo com o serviço oficial de estatística daquele país asiático.

Assuntos Comércio  

Leia também
  • 18/10/2019 18:54:39

    Reserva estratégica alimentar promove produção nacional

    Luanda - A Reserva Estratégica Alimentar do Estado (REA) vai contribuir para a promoção da produção nacional e contribuir para o equilíbrio da procura e da oferta, declarou nesta sexta-feira, em Luanda, o director da Reserva Estratégica Alimentar do Estado (REA), Bráulio de Brito.

  • 17/10/2019 17:48:22

    Angola trabalha para integração regional e continental

    Luanda - O ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem, reiterou hoje, quinta-feira, em Luanda, que Angola está a trabalhar para honrar os compromissos assumidos e integrar a sua economia nos mercados regionais da SADC e do continente.

  • 14/10/2019 16:09:48

    Diversificação da economia depende dos agentes económicos

    Luanda - A diversificação da economia, para promoção das exportações e a conquista de novos mercados, depende em grande medida do trabalho dos agentes e dos adidos económicos, declarou hoje, em Luanda, o director nacional do Comércio Externo, Lokonde Luansi.