Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Fevereiro de 2020 | 13h50 - Actualizado em 14 Fevereiro de 2020 | 14h03

Falta de postos de combustíveis afecta 33 municípios

Luanda- Trinta e três municípios de Angola, dos 164, não dispõem de postos de abastecimento de combustíveis, quando a província de Luanda dispõem 36% do total de bombas do País.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bombas sem combustível

Foto: Bráulio Pedro

De acordo com  o Mapeamento  Nacional de  Postos de  Abastecimento  de Combustíveis apresentando   nesta  sexta-feira, em Luanda, em workshop, pelo Instituto  Regulador  dos Derivados do Petróleo (IRDP),  até Junho  de 2019,  estavam  operacionais  mil  107   postos,   dos quais,  516 de raiz , representando 47,52% e 591  contentorizados,  na  ordem dos 591.

Com base  no Plano  Nacional de Desenvolvimento (PND) 2018/2022, o País  poderá contar  com um  total de mil e 132  postos de abastecimento, de acordo com  as necessidades  que foram apresentados  pelos  governos  provinciais.

 A província  de Luanda, de acordo com o Mapeamento  apresentado  pelo técnico do IRDP,  António Feijó,  dispõem 36%  do total  dos postos  de abastecimento, quando   que a província  do Cunene  detêm  apenas 1%,  do  total  de bombas do País.

A província  de Luanda , com uma população  estimada  em  mais de  sete  milhões  de  habitantes  tem disponíveis  399 postos de abastecimento, dos quais 262 contentorizados.

Ao contrário de outras regiões, todos os municípios de Luanda depõem de postos abastecimento de combustível.

A província do Cunene, ainda de acordo com o documento apresentado, possui 16 postos  e precisa mais outros 18, para  os  cobrir os  municípios  do  Cunhama (8),  Curoca (2),  Cuvelai (5) e Cahama (3).

Na província  do Moxico,  leste do País,  os municípios  do Luacano  e Luchazes, não possuem  postos de abastecimento, uma situação que tem  criado vários  constrangimentos  a população e aos agentes  económicos.

 Até ao momento, a província  possui  34 postos de  abastecimento.

As zonas  mais  preenchidas   são  as  províncias  que estão perfiladas   na zona  litoral, como Namibe,  Benguela,  Cuanza  Sul,  Luanda,  Bengo e Cabinda, estando  as mais  afectadas, em termos  de necessidades, as  que estão na  zona Leste  do País.

Com estas necessidades levantadas, abre-se novas oportunidades da entrada de novos players  no mercado angolano neste sector,  o que  vai  fomentar  a  concorrência.

 Os  bancos,  BAI, BIC e BCI, são  os potenciais  financiadores disponíveis  para  construção de novos postos  de abastecimento  de combustíveis   em Angola.

Actualmente, os postos de abastecimento constituem um ponto de vendas importantes, onde  observa-se, nas lojas de conveniência,  a diversificação  dos  serviços  além  da venda  de  combustíveis e  derivados.

A IRDP é uma instituição pública adstrita ao Ministério dos Recursos Mineiras e Petróleos  e tem como principal  papel,  a  regularização, controlo e fiscalização  de toda a actividade  ligada ao sector dos  derivados  do petróleo, desenvolvidos  em Angola. 

Assuntos Petróleos  

Leia também
  • 14/02/2020 13:45:45

    Total investe mil milhões de dólares no conteúdo local

    Luanda - A Total E.P Angola investiu, entre 2018 e 2019, mil milhões na indústria de conteúdo local que presta serviços ao sector petrolífero nos blocos 17 e 32, anunciou hoje o seu director-geral, Olivier Jouny.

  • 14/02/2020 12:57:28

    Executivo prevê atingir mil e 132 postos de combustíveis até 2022

    Luanda - O executivo angolano prevê atingir, até 2022, mil e 132 postos de abastecimento de combustíveis, de acordo o cronograma estabelecido no Plano de Desenvolvimento Nacional (PND 2018-2022), disse hoje o director-geral do Instituto Regulador dos Derivados do Petróleo (IRDP), Albino Ferreira.

  • 14/02/2020 12:23:03

    Legislação sobre petróleos permitirá mais investimento privado

    Luanda - O secretário de Estado do Petróleos, Alexandre Barroso, defendeu hoje, sexta-feira, que a nova lei sobre os derivados de petróleo, aprovada recentemente, vai permitir a adesão de mais operadores privados no mercado e a construção de novos postos de abastecimento.