Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

03 Agosto de 2020 | 11h17 - Actualizado em 03 Agosto de 2020 | 11h17

AAPCIL aposta em feiras na Huíla

Lubango - A Associação Agro-pecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL) tem previsto a realização de exposições sectoriais em períodos alternados para atenuar os prejuízos derivados do cancelamento da Expo-Huíla/2020.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Paulo Gaspar, presidente da AAPCIL

Foto: Morais Silva

Para o efeito, perspectiva-se para o mês de Dezembro do corrente, tendo como foco a valorização da produção agrícola, com realce para as feiras do milho e da batata.

A informação foi avançada hoje, segunda-feira, à imprensa pelo presidente da referida agremiação, Paulo Gaspar, afirmando ser a primeira vez, em 29 anos, que o evento, considerado a maior bolsa de negócios do Sul de Angola, que tradicionalmente ocorre em Agosto, é cancelado.

Paulo Gaspar realçou que apesar das perdas económicas serem inevitáveis, tudo estão a fazer para que parte da produção da província seja divulgada para atrair compradores e investidores.

Conforme o responsável, a não realização da Expo-Huíla representa uma perda não só para a província, mas para a Região Sul, pois é a segunda maior bolsa de negócios do país, depois da Filda em Luanda.

Avançou que  está fase de pandemia deve ser vista como uma oportunidade para desenvolver-se actividades turísticas e económicas, para mitigar os efeitos no sector empresarial.

“Devíamos por exemplo, optar por visitas guiadas aos centros turísticos, que são sempre aprazíveis, como uma forma de aproveitar os 30 dias de Festas da Senhora do Monte”, aludiu.

A Expo-Huíla é uma feira anual e integra o programa das Festas da Nossa Senhora do Monte, promovendo a produção nacional desde 1991 e este ano previa a criação de mil e 500 empregos indirectos durante o evento.

 Na edição de 2019 contou com 250 expositores, mais 90 do que a edição anterior, entre angolanos, portugueses, namibianos, chineses e polacos.

A Associação Agro-pecuária, Industrial e Comercial da Huíla (AAPCIL) foi criada em 1991 com o objectivo de defender os interesses da classe. Controla mais de dois mil e 500 filiados.

Assuntos Feira   Província » Huíla  

Leia também
  • 03/08/2020 11:10:11

    ENDE lança nova modalidade de pagamento na Huíla

    Lubango - A Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE) lançou, nesta segunda-feira, no Lubango, província da Huíla, uma noa modalidade de pagamento do consumo de energia eléctrica, numa parceria com o Banco de Poupança e Crédito (BPC).

  • 28/07/2020 12:14:59

    Matala colhe mais de 15 mil toneladas de tomate

    Matala - Os agricultores associados do perímetro irrigado da Matala, na Huíla, estão a colher mais de cinco mil toneladas de tomate e nove mil de bata-rena, no quadro da segunda fase da campanha agrícola em curso.

  • 27/07/2020 20:27:57

    Huíla mapea áreas vulneráveis e de riscos ambientais

    Lubango - Um projecto de mapeamento de zonas vulneráveis a riscos ambientais e a elaboração de um plano de mitigação dos efeitos daí decorrentes pode ser implementado ainda este ano nos municípios de Quilengues, Caluquembe, Chicomba e Caconda, província da Huíla, num período de dois anos, após aprovação pelo governo local.