Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

22 Setembro de 2020 | 16h06 - Actualizado em 22 Setembro de 2020 | 18h04

BDA disponibiliza AKZ 900 milhões para cooperativas agrícolas

Huambo - O Banco de Desenvolvimento Angolano (BDA) disponibilizou, esta terça-feira, 900 milhões de Kwanzas (Akz) para financiar 18 cooperativas agrícolas da província do Huambo, no quadro do programa de alívio dos efeitos económicos e negativos, provocados pela Covid-19.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Abertura da Campanha Agrícola (Arquivo)

Foto: Cortesia das Edições Novembro

Para cada uma das cooperativas beneficiárias, no âmbito das medidas de alívio económico aprovadas pelo Decreto Presidencial nº 98/2020, de 09 de Abril, coube a quantia de 50 milhões de Kwanzas, que deverão ser reembolsados num período de dois anos, com seis meses de carência.

Os empréstimos possuem uma taxa de juros de 7,5 por cento, para que os beneficiários possam dar seguimento a sua actividade produtiva, começando mesmo pela campanha agrícola 2020/2021.

Em declarações após o acto de assinatura dos contratos, o director dos serviços locais do Instituto Nacional de Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas (INAPEM), Emanuel Kapalandada, referiu que as 18 cooperativas agrárias, das 263 existentes na província do Huambo, foram seleccionadas por critérios do nível de produção já existente, infra-estruturas, organização administrativa e uma auditoria da empresa agro-promotora.

Por isso, o responsável anseia que esta nova experiência sirva de modelo sustentável para garantir o financiamento de outras cooperativas que, pelo nível de organização, garantam a devolução dos valores disponibilizados no período acordado, numa altura em que as operadoras que vão absorver a sua produção já beneficiaram de financiamento do BDA.

Emanuel Kapalandada deu a conhecer que o projecto está a ser dirigido pelos ministérios das Finanças e da Economia e Planeamento, com o objectivo de aumentar os níveis de produção na campanha agrícola 2020/2021, devendo, para o efeito, beneficiar ainda de assistência técnica do Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA), INAPEM, dos Gabinetes de Desenvolvimento Económico Integrado e da Agricultura.

Por sua vez, o director do IDA na província, Vitorino Chonguela, enalteceu a iniciativa do Governo de potenciar as cooperativas, olhando para o aumento dos níveis de produtividade, de modo a influenciar o comércio rural de venda da produção nacional.

O responsável exigiu maior rigor dos beneficiários na gestão dos valores disponibilizados, sendo que para o IDA a missão recai na prestação de assistência técnicas nas suas áreas de jurisdição às cooperativas de camponeses, assim como na organização administrativa, para evitar as emoções, interesses e expectativas que, em muitos casos, podem influenciar negativamente na concretização deste desiderato.

Considerada no passado a “Rainha do Milho de Angola”, a província do Huambo, possui uma população de dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, na sua maioria camponeses, que fazem das potencialidades agro-pecuárias e turísticas, a principal fonte de rendimento.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 15/09/2020 16:56:56

    Administração do Huambo entrega meios para fomento agrícola

    Huambo - Cento e 80 kits agrícolas foram entregues a igual número de famílias de baixa renda, do município do Huambo, durante os sete primeiros meses do ano, com vista o fomento da prática da agricultura no seio das comunidades.

  • 14/09/2020 16:04:32

    Mais de 50 porcento das fazendas na Caála encontram-se inoperantes

    Caála - Setenta e sete, das 138 fazendas registadas pelas autoridades do município da Caála, na província do Huambo, encontram-se inoperantes há vários anos, sobretudo por falta de capacidade financeira dos proprietários para o desenvolvimento da actividade agrícola.

  • 11/09/2020 15:41:40

    Destacada importância do investimento privado no sector ferroviário

    Huambo - O Instituto Nacional dos Caminhos de Ferro de Angola (INCFA) trabalha na busca de parcerias para a melhoria das infra-estruturas existentes no país, bem como potenciar a capacidade humana, visando maior eficiência do sector.