Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

25 Setembro de 2020 | 21h33 - Actualizado em 25 Setembro de 2020 | 21h32

Empresários de Benguela destacam novo paradigma

Benguela - Empresários em Benguela destacaram, nesta sexta-feira, a aproximação do Presidente João Lourenço ao sector empresarial privado, ao estabelecer como prioridade a recuperação da economia, com foco no aumento da produção interna.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Os empresários destacaram programas como o Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (Prodesi) destinado a acelerar a diversificação da produção nacional e geração de riqueza, num conjunto de produções com maior potencial de geração de valor de exportação e substituição de importações.

Enaltecem ainda as medidas de alívio do impacto da pandemia da Covid-19 sobre as empresas, consubstanciado no alívio fiscal, apoio financeiro directo as empresas.

A aposta do Titular do Poder Executivo na recuperação da malha viária, com a disponibilização de kits de construção, que tem permitido um maior escoamento de produtos do campo para as cidades, é também destacado pelos empresários.

Para Nelito Monteiro, ao longo da sua governação, João  Lourenço empenhou-se na diplomacia económica, levando consigo alguns empresários para vários países.

Na mesma senda, alerta que, para beneficio dessas medidas, é necessário que o empresariado esteja organizado do ponto de vista administrativo e contabilístico.

Já Adérito Areias disse que essa aproximação ao empresariado permitiu resolver problemas extremamente graves.

'Hoje temos um diálogo permanente com o Executivo. O Estado está a privatizar grande parte dos seus activos, o que também surge como uma grande oportunidade para a classe empresarial”, disse.

Habitação

Mais de quatro mil famílias encontram-se já a viver nas centralidades do Lobito, Luhongo e Baia Farta, na província de Benguela, que começaram a receber os primeiros moradores nos últimos dois anos.

A centralidade do Lobito possui três mil casas, a do Luhongo duas mil e a da Baia Farta mil.

Melhores condições de habitabilidade, zonas verdes, energia elétrica e água e segurança são aspectos que os habitantes desses projectos habitacionais enaltecem.

Neste momento a taxa de ocupação desses imóveis ronda os 30/40 por cento, devendo acolher brevemente outras famílias, realizando o sonho da casa própria.

Indústria

Nos últimos três anos, o projecto industrial de maior destaque a abrir na província de Benguela é o complexo industrial do grupo Carrinho, inaugurado pelo Presidente da República, João Lourenço, em Dezembro de 2019, e que prevê produzir mil toneladas de alimentos por mês.

Com um investimento de cerca de USD 600 milhões, o complexo integra 17 fábricas, 15 das quais voltadas à produção de bens alimentares e duas de bens não alimentares, prevendo empregar 900 cidadãos.

Localizado na zona industrial da Taca, no município de Benguela, o empreendimento visa alavancar o sector agroindustrial com estimulo para o aumento da produção nacional de milho, trigo, cana-de-açúcar, soja, feijão, arroz e carnes.

A iniciativa, do sector privado, tem igualmente como propósito a redução, em até 60 por cento, da importação de produtos acabados nessa cadeia.

No complexo industrial sobressaem moagens de milho, trigo, entre outros cereais, bem como fabricas de produção de bolachas, bolos, massas alimentícias, leite condensado, papas lácteas e doces.

Completam o empreendimento as unidades de enchimento de óleo vegetal produção de maionese, margarina, sabões, sabonetes, ração animal e de processamento de carnes, num total de mil e 300 toneladas/ano.  

Leia também
  • 24/09/2020 15:40:06

    Venda de terrenos nas centralidades de Benguela prevista para Novembro

    Lobito - A Empresa de Gestão de Terrenos Infra-estruturados (EGTI) poderá lançar, em Novembro deste ano, na província de Benguela, a campanha oficial de comercialização dos seus espaços nas centralidades do Lobito, Luhongo (Catumbela) e Baía Farta, soube hoje, quinta-feira, a Angop.

  • 23/09/2020 17:45:01

    Cooperativas familiares assinam protocolos de financiamento

    Benguela - Dezoito cooperativas agrícolas assinaram, nesta quarta-feira, na cidade Benguela, igual número de protocolos para o financiamento da produção agrícola familiar, no quadro da implementação do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (Podesi), constatou a Angop.

  • 19/09/2020 14:44:40

    Empreendedor "ousado" produz 60 toneladas de tomate no Monte Belo

    Benguela - Sessenta toneladas de tomate foram colhidas este mês, pela primeira vez e a título experimental, na fazenda Somarcampo, localizada na comuna do Monte Belo, município do Bocoio, em Benguela, uma região tradicionalmente produtora de ananás, informou o seu proprietário, o jovem empreendedor Jamir Baptista.