Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

30 Setembro de 2020 | 18h22 - Actualizado em 30 Setembro de 2020 | 18h21

Feira Agro-Industrial expõe produtos da Catumbela

Catumbela - Bens alimentares diversos, principalmente o milho, banana, bolachas, leite condensado, arroz e massa, vão centralizar as atenções da 1ª edição da Feira Agro-Industrial do município da Catumbela, a decorrer de 5 a 6 de Outubro próximo, soube hoje, quarta-feira, a Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Amostra de Produtos Agrícolas

Foto: Lucas Neto

No sector agrícola, onde o milho é a principal cultura, o município da Catumbela tem disponíveis 3.317 hectares e controla 6.320 camponeses e 65 agricultores. Sendo que no ramo industrial funcionam 91 unidades fabris que garantem mais de mil postos de trabalho.

Sob o lema “Produzir para Diversificar”, o evento, alusivo ao nono aniversário desde a elevação da Catumbela à categoria de município, por sinal o 10º da província de Benguela, prevê juntar até 50 expositores, sendo 25 produtores do Pólo de Desenvolvimento Industrial local (PDIC) e os restantes camponeses e agricultores da região.

Ao proceder o lançamento do certame à Angop, o director municipal para o Desenvolvimento Económico Integrado da Catumbela, Osvaldino Manuel, avançou que a feira é organizada pela administração local e visa promover a produção agro-industrial, como importante pilar da economia local.

Outro objectivo é o de valorizar a produção agrícola e da indústria transformadora do município da Catumbela, com o responsável a apelar à participação dos empresários ávidos em mostrar do que são capazes para diversificar a economia, criação de riqueza e bem-estar para a população.

Segundo Osvaldino Manuel, os produtos agro-alimentares que durante dois dias serão expostos têm como pano de fundo a dinâmica e inovação nas unidades fabris do Pólo de Desenvolvimento Industrial da Catumbela, que fornecem bens de qualidade à população de todo o país.

Realce para o complexo industrial Carrinho, inaugurado em Novembro de 2019, pelo Presidente da República, João Lourenço, que integra 17 fábricas, duas das quais voltadas à produção de bens não alimentares e demais alimentares, projectadas para produzir mil toneladas/mês, como bolachas, bolos, massas alimentícias, leite condensado, papas lácteas e doces.

Também integra a lista de expositores a fábrica Tutiangol, com quatro modernas linhas de produção “multifunções” de molhos maionese, ketchup e mostarda, incluindo biscoitos, produzidos não só com matéria-prima importada como nacional, particularmente o jindungo, manga, abóbora, tomate e melão da comuna do Dombe-Grande, município da Baía Farta.

Outras fábricas voltadas, por exemplo, à produção de cimento (Cimenfort), bebidas alcoólicas e refrigerantes (Soba Catumbela), detergentes e desinfectantes para as mãos e superfícies contaminadas (Huilux) são igualmente esperadas, tal como as do ramo mobiliário.

No entanto, na sequência da Situação de Calamidade Pública que se vive no país, por conta da pandemia da Covid-19, a comissão organizadora optou por reduzir o número de expositores e condicionou a presença de visitantes à observância do distanciamento social, para evitar um eventual foco de contágio, no largo 1º de Maio, palco da feira.

Leia também
  • 01/10/2020 10:47:50

    Campanha agrícola 2019/20 colhe mais de 420 mil toneladas

    Benguela - Quatrocentas e vinte mil e 860 toneladas de produtos agrícolas diversos foram colhidas até Setembro do corrente ano numa área de 136.025 hectares, na província de Benguela, no âmbito da campanha agrícola 2019/20, disse, nesta cidade, o secretário-geral do Governo Provincial, Aquiles de Carvalho.

  • 30/09/2020 15:48:52

    Mais de mil fazendas serão expropriadas por falta de aproveitamento

    Benguela - Cerca de mil e 700 fazendas há muito requeridas e até aqui sem qualquer aproveitamento, na província de Benguela, vão começar a ser expropriadas a curto prazo, de modo a dar primazia a quem tiver de facto condições financeiras para trabalhar a terra, informou hoje, nesta cidade, o chefe de departamento do Gabinete Provincial da Agricultura e Pecuária.

  • 28/09/2020 14:35:26

    Falta de energia eléctrica nos vales agrícolas de Benguela condiciona produção

    Benguela - A falta de energia eléctrica nos três principais vales agrícolas de Benguela está a condicionar sobremaneira o incremento da produção, estando aquém dos anos em que a província liderava o país no plantio de tomate e banana, considerou o presidente das cooperativas agropecuárias locais, António Manuel Monteiro.