Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

19 Setembro de 2019 | 16h20 - Actualizado em 19 Setembro de 2019 | 17h44

Estudantes do ensino médio formados em engenharia de rede

Luanda - Os melhores estudantes do Instituto Médio Politécnico Alda Lara (IMPAL) vão beneficiar de uma certificação profissional para administradores e engenheiros de rede, fruto de um acordo assinado hoje, em Luanda, entre o IMPAL e a Unitel.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A formação vai essencialmente validar a capacidade dos candidatos poderem instalar, configurar, operar e solucionar problemas de redes incluindo a implementação e verificação de conexões em sites ou unidades remotas conectadas via rede.

Pela Unitel assinou a directora adjunta para os assuntos corporativos, Eunice de Carvalho. A academia Unitel foi certificada em Cisco Networking Academy pelo Instituto de Telecomunicações (ITEL) e se propôs partilhar estes conhecimentos com os melhores estudantes de nível médio.

Afirmou que esta certificação em matérias ligadas a Cisco Certified Network Associate – CCNA, Cisco Certified Network Profissional – CCNP e Cisco Certified  Internet Working Expert – CCIE, apesar de ser direccionada a licenciados e outros que já trabalham, vai dar valências para mitigar as dificuldades dos jovens estudantes em práticas laboratoriais.

Após o memorando, acrescentou, os primeiros 10 dos 20 estudantes do IMPAL vão iniciar a formação num ambiente laboral com os técnicos da instituição, num período de seis meses intensivos com treinamentos teóricos e técnicos que lhes habilitará para o mercado de trabalho.

Por seu turno, o director geral do IMPAL, Victorino Caculo, fez saber que esta formação,que espera se prolongue no tempo, vai dar mais valências aos estudantes e incentivar o espírito criativo e de empreendedorismo tendo em conta que terão uma certificação de nível internacional.

Disse que os estudantes beneficiários serão os que tiverem melhores médias, tendo em conta que o mínimo é 13 ou 14 valores, numa formação de 12 meses, subdivididos em duas turmas.

Há um ano que a Unitel assinou um acordo semelhante com o Instituto Médio Politécnico Industrial de Luanda (IPIL) e formou igual número de estudantes.

A empresa de telecomunicações prevê expandir este tipo de formação para o resto do país, mas para tal deve criar as mesmas condições de Luanda.    

Assuntos Ensino   Formação  

Leia também
  • 09/09/2019 18:05:07

    Licenciados a distância perdem título no Bié

    Cuito - Noventa e três professores da província do Bié, que adquiriram os graus de licenciados a distância pela Universidade Grendal do Brasil, serão despromovidos ao escalão de técnicos médios.

  • 24/08/2019 18:45:32

    Zaire: Sector privado deve absorver quadros recém-formados

    Soyo - O governador da província do Zaire, Pedro Makita Armando Júlia, pediu neste sábado, no Soyo, ao sector empresarial privado a alargar a sua cadeia de negócios para proporcionar mais postos de trabalho aos quadros recém-formados.

  • 19/08/2019 17:04:58

    Professores da região sul reforçam conhecimentos sindicais

    Lubango - Cento e 50 professores das províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango, participa desde hoje, segunda-feira, no Lubango, numa formação, para reforçarem os conhecimentos sobre técnicas do exercício do sindicalismo.