Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

09 Janeiro de 2020 | 14h09 - Actualizado em 09 Janeiro de 2020 | 15h40

Educação considera transparente concurso público

Luena - Os procedimentos utilizados no concurso público da educação para as 489 vagas disponíveis, realizado em Novembro de 2019, no Luena, província do Moxico, foram transparentes e justos, considerou o director do gabinete provincial do sector, Raimundo Ricardo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Moxico: Director do Gabinete Provincial de Educação, Raimundo Ricardo

Foto: David Dias

“Os procedimentos sobre a aptidão dos concorrentes obedeceram ao número de vagas por disciplinas distribuídas nas escolas, em função da nota máxima de cada candidato” esclareceu.

O responsável reagia à Angop, as reclamações feitas por metade dos participantes sobre a existência de algumas anomalias no concurso, tendo a direcção optado pela realização da correcção presencial da prova.

Administrativamente o município do Moxico contou com 82 vagas, Luau (56), Luacano (54), Luchazes (53), Cameia (52), Alto Zambeze (51), Léua (50), Bundas (46) e Camanongue, com 45 vagas.

Fez saber que a província precisa de mil e 500 novos professores para fazer face a demanda que se regista no sector.

Em 2018, o sector da Educação havia admitido 941 novos docentes. Actualmente controla mais de cinco mil professores.

Bengo

A governadora da província do Bengo, Mara Quiosa, criou quarta-feira, uma  comissão de inquérito para averiguar as denúncias  de eventuais  irregularidades  no concurso público do sector da educação realizado em Outubro de 2019.

A comissão é coordenada pelo vice-governador do Bengo para o sector político, social e económico, José Bartolomeu, estando também  disponíveis  contactos telefónicos  para a recepção de  contribuições  sobre o caso.

Caso se confirmem as irregularidades, disse,  o assunto será remetido aos órgãos competentes para o devido tratamento.

O concurso público de ingresso na carreira de professores do ensino primário e secundário na província do Bengo foi realizado em Outubro de 2019,  tendo sido inscritos  23.784 candidatos.

Deste número,  foram apurados  489  candidatos correspondentes  as vagas existentes.

Ao município do Ambriz coube  (52) vagas,  o Bula Atumba (76) , a o Dande (110), os Dembos (96), o Nambuangongo  (110)  e 45 para o Pango Aluquém.

No entanto, após a afixação dos resultados  finais,  grande parte dos  concorrentes  manifestou-se descontente, sobretudo nas redes sociais,  apontando a  falta de transparência  no processo.

Leia também
  • 06/01/2020 14:11:26

    MED prevê alfabetizar 500 mil cidadãos

    Luanda - Quinhentos mil cidadãos serão alfabetizados no presente ano lectivo no subsistema de ensino de adultos, no âmbito do Plano de Acção do Ministério da Educação (MED) para a intensificação da alfabetização de jovens e adultos a nível nacional.

  • 03/01/2020 14:01:25

    Gestão Informática domina opção dos candidatos

    Ondjiva - O curso de gestão informática dominou a escolha dos candidatos as inscrições para o exame de acesso ao Instituto Superior Politécnico, na província do Cunene, para preencher as 325 vagas disponíveis neste ano, mais 30 em relação a 2019.

  • 02/01/2020 15:10:57

    Falha técnica retarda inscrições na UAN

    Luanda - O início das inscrições para o exame de acesso à Universidade Agostinho Neto (UAN), previsto para as 9h:00 desta quinta-feira, teve atraso de mais de uma hora, devido a questões técnicas ligadas ao sistema eléctrico, constatou a Angop.